Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Doutorado - Kátia Elisa Prus Pinho
conteúdo

Doutorado - Kátia Elisa Prus Pinho

por dirppg-ct publicado 16/12/2019 08h21, última modificação 16/12/2019 08h21
Qualidade de Imagem em Exames de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética: Estudo entre Suco de Açaí e Contraste Comercial
Quando
17/12/2019
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-200)
Onde
Sede Central: Sala C 301
Pessoa de contato
Prof. Pedro Miguel Gewehr
Participantes
Orientador(a): Prof. Pedro Miguel Gewehr, Dr.- UTFPR
Coorientador(a): Profa. Leandra Ulbricht, Dra. - UTFPR
Banca examinadora:
Presidente: Prof. Pedro Miguel Gewehr, Dr.- UTFPR
Prof. Osvaldo Malafaia, Dr.- FEMPAR
Prof. José Carlos Cunha, Dr.- UFPR
Prof. Joaquim Miguel Maia, Dr.- UTFPR
Profa. Rita Zanlorensi Visneck Costa, Dra. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Exames de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética (CPRM) utilizam contrastes negativos para identificar e visualizar as imagens do pâncreas e da vesícula biliar. Neste trabalho, compara-se a qualidade das imagens obtidas entre dois protocolos com agentes de contraste oral para exames de CPRM, um desenvolvido nesta pesquisa utilizando suco natural e outro utilizando contraste comercial. Inicialmente, foram feitos estudos em phantom com diversos sucos com o intuito de escolher um que apresentasse propriedades adequadas sob a ótica do exame de CPRM. Posteriormente, efetuou-se a análise dos constituintes metálicos dos sucos e uma análise sensorial entre suco e contraste comercial. Desenvolveu-se um protocolo de estudo clínico, o qual foi aplicado em 64 pacientes de um Hospital Universitário de Curitiba-PR. Os pacientes realizaram exames de CPRM em dois dias consecutivos em uma Clínica de Diagnóstico. No primeiro dia receberam contraste comercial e no segundo, o suco escolhido. Dois médicos radiologistas (A1 e A2) avaliaram as imagens de CPRM e preencheram um formulário, analisando a qualidade das imagens, classificando-as através de um escore (1 a 4). O software Image J® também foi utilizado para avaliar quantitativamente as imagens comparando-as com a avaliação médica. Os resultados obtidos em phantom determinaram suco de açaí como uma das melhores opções para os exames de CPRM. Na análise sensorial, as notas do contraste comercial permaneceram entre 5 (25%), 6 (21,9%) e 7 (32,8%) e com o suco natural prevaleceram em 6 (37,5%) e 7 (46,9%). Na avaliação das imagens do 1º dia, A1 manteve o escore em 3,52 e A2 em 3,27. No 2º dia, A1 forneceu 3,44 e A2 3,38. Quanto à qualidade da imagem do contraste comercial, tanto A1 quanto A2 consideraram que em 96,9% dos pacientes, esta se mostrou adequada. Em relação à eficácia do contraste natural, para A1 em 62 pacientes (96,9%) foi adequada. Já para A2, em 60 pacientes (93,8%) foi eficaz. Aplicando-se Image J® em áreas de interesse nas imagens de CPRM, obteve-se um coeficiente de correlação de 0,986 entre os dois contrastes. Assim, o suco natural apresentou qualidade compatível ao contraste comercial nas imagens de CPRM, tanto pela análise médica quanto pelo software Image J®, além de excelente aceitação para qualquer paciente, ter custo acessível e ser totalmente natural.
Palavras-chave: Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética (CPRM); Suco Natural de Açaí; Contraste Comercial; Image J®; Qualidade da Imagem.

 

Image quality in magnetic resonance cholangiopancreatography exams: study between açai juice and commercial contrast.
Abstract: Magnetic resonance cholangiopancreatography (MRCP) exams make use of negative contrasts to identify and visualize the images of the pancreas and gallbladder. In this work, we compare the image quality obtained with 2 protocols using oral contrast agents in MRCP exams, one developed and employing a chosen natural juice and another employing a commercial contrast. Initially, phantom studies were performed with several juices in order to choose one that presented adequate properties from the perspective of the MRCP exam. Subsequently, metal constituents of the juices were investigated and a sensorial analysis was performed between juice and commercial contrast. A clinical study protocol was developed, which was applied in 64 patients from a University Hospital of Curitiba-PR. The patients underwent MRCP exams on two consecutive days in a Diagnostic Clinic. On the first day they received commercial contrast and in the second, the juice chosen. Two radiologists (A1 and A2) evaluated the MRCP images and completed a form, analyzing the quality of the images and classifying them through a score (1 to 4). Image J® software was also used to quantitatively evaluate the images by comparing them with the medical evaluation. The results obtained in phantom have determined acai juice as one of the best options for the MRCP exams. In the sensory analysis, the commercial contrast scores remained between 5 (25%), 6 (21.9%) and 7 (32.8%) and with natural juice they prevailed in 6 (37.5%) and 7 (46.9%). In the evaluation of the images of the 1st day, A1 kept the score at 3.52 and A2 at 3.27. On day 2, A1 provided 3.44 and A2 3.38. Regarding the quality of the commercial contrast images, both A1 and A2 considered that in 96.9% of patients, this was adequate. Regarding the efficacy of natural contrast, for A1 in 62 patients (96.9%), it was adequate. For A2, in 60 patients (93.8%), it was effective. Applying Image J® on areas of interest in MRCP images, it was obtained a correlation coefficient of 0.986 between average curves of contrasts A and B. Thus, the natural juice presented quality compatible with the commercial contrast in MRCP images, both by medical analysis and Image J® software, besides excellent acceptance for all patients, being affordable and totally natural.
Keywords: Magnetic Resonance Cholangiopancreatography (MRCP); Natural Acai Juice; Commercial Contrast; Image J®; Image Quality.

 

Lista de publicações:

SOUZA, M.V.C., PINHO, K.E.P. Verificação das Imagens de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética com uso de Suco Natural. In: XVIII SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, DOIS VIZINHOS. SICITE. UTFPR.

ROCHA, N. K.S.; PINHO, K.E.P. Verificação das Imagens de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética com uso de Suco Natural. In: XIX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2014, MEDIANEIRA. SICITE. UTFPR.

FREITAS, C.A.; PINHO, K.E.P. Verificação das Imagens de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética com uso de Suco Natural. In: XIX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2014, MEDIANEIRA. SICITE.UTFPR.

ANGONESE, A. L. B. ; PINHO, K. E. P. Quantificação de metais de ferro e manganês em sucos naturais. In: XX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, CAMPO MOURÃO. SICITE. UTFPR, 2015. v. UNICO. p. 204-1115.

PINHO, K.E.P.; ROCHA, N.K.S.; PINHO, A.C.; GEWEHR, P.M.; PISANI, J.C. Autismo: Relato de Caso em Exames de Ressonância Magnética. In: IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE ESPECIALIDADES PEDIÁTRICAS, CRIANÇA 2015, Curitiba. Anais. Disponível em: ˂ http://pequenoprincipe.org.br/crianca2015/wp-content/uploads/sites/8/2015/07/congresso-crianca-2015-anais.pdf˃ Acesso 24/11/2019.

PINHO, K.E. P; GEWEHR, P.M.; PINHO, A.C.; PISANI, J.C. Sucos naturais como Agentes de Contraste para Exames de Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética. In: CONGRESSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA, XXIV, 2014, Uberlândia. Anais. Uberlândia. Imagens Biomédicas. p. 1685-1688. Disponível em ˂http://www.canal6.com.br/cbeb/2014/artigos/cbeb2014_submission_499.pdf˃ Acesso 13/05/2019.

PINHO, K.E.P.; GEWEHR, P.M.; PINHO, A.C, GUSSO, A.M.; GOEDERT, C. A. Aplicação de Image J® para imagens em Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética. . In: Anais do V Congresso Brasileiro de Eletromiografia e Cinesiologia e X Simpósio de Engenharia Biomédica. Uberlândia (MG) Center Convention Uberlândia, 2017. Disponível em: <https//www.even3.com.br/anais/cobecseb/78965-APLICACAO-DE-IMAGE-J%ae-PARA-IMAGENS-EM-COLANGIOPANCREATOGRAFIA-POR-RESSONANCIA-MAGNETICA>. Acesso em: 19/06/2019

PINHO, K.E.P., PINHO, A.C., GEWEHR, P.M., GUSSO, A.M. Image Quality in Magnetic Resonance Cholangiopancreatography Exams: Study Between Acai Juice and a Manufactured Contrast Agent. In: Costa-Felix R., Machado J., Alvarenga A. (eds) XXVI Brazilian Congress on Biomedical Engineering, 2018. IFMBE Proceedings, vol. 70/2. Springer, Singapore, Disponível em: < https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-981-13-2517-5_40>. Acesso em: 19/06/2019

PINHO, K. E. P.; PINHO, A.C.; PISANI, J.C.; GOEDERT, C.A.; GUSSO, A.M.; GEWEHR, P.M.. Açai juice as contrast agent in MRCP exams: qualitative and quantitative image evaluation. Brazilian Archives of Biology and Technology [online]. 2019, vol. 62, ISSN 1516-8913, Disponível em em: < http://dx.doi.org/10.1590/1678-4324-2019160697 >. Acesso em: 07/11/2019.
SILVA, I.M.; PINHO, K.E.P.; GEWEHR, P.M. Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética: Preparo para pacientes diabéticos e comparação entre dois tipos de contrastes. In: XII SIMPÓSIO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA -IX SIMPÓSIO DE INSTRUMENTAÇÃO E IMAGENS MÉDICAS, 2019, Uberlândia. Anais. DOI: 10.5281/zenodo.3457962