Você está aqui: Página Inicial > Área Acadêmica > Disciplinas ofertadas > Ementário de disciplinas do Mestrado
conteúdo

Ementário de disciplinas do Mestrado

por admin publicado 19/01/2017 11h17, última modificação 04/12/2020 10h52
As disciplinas a seguir são oferecidas no Catálogo de Disciplinas do PPGEE-CP a partir de fevereiro de 2017

ESTUDO DIRIGIDO

Código: ET51A
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa: Estudo individual, sob orientação de um professor, de tópicos específicos para auxiliar na realização do trabalho de pesquisa. O conteúdo preciso do estudo deve ser definido a partir de uma proposta de trabalho que vise amadurecer o desenvolvimento da pesquisa do aluno. O conteúdo envolve técnicas, ferramentas e teorias que serão utilizados ao longo da pesquisa.
Exposição de motivos: A disciplina Estudo Dirigido foi concebida visando garantir ao aluno de mestrado a oportunidade de realizar estudo avançado em tema correlato a seu projeto de pesquisa, com atribuição de créditos; além disso, pode representar uma importante alternativa para situações em que as disciplinas regulares oferecidas pelo Programa não contemplam assuntos de interesse direto para que o aluno melhor desenvolva sua pesquisa.

TÓPICOS ESPECIAIS EM ACIONAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: SIMULAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS

 

Código: ET61M
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa: Ferramentas para simulação dinâmica. Simulação de circuitos RLC. Simulação de transformadores. Simulação de máquinas de indução. Simulação de máquinas síncronas. Simulação de máquinas de corrente contínua. Simulação de circuitos retificadores. Simulação de ciircuitos inversores.

Bibliografia:
  • HAYT JUNIOR, William Hart; KEMMERLY, Jack E.; DURBIN, Steven M. Análise de circuitos em engenharia. 7. ed. São Paulo, SP: McGraw-Hill, 2008.
  • OGATA, Katsuhiko. Engenharia de controle moderno. 5. ed. São Paulo, SP: Pearson Prentice Hall, c2010.
  • GÖNEN, Turan. Electrical machines with MATLAB. 2nd ed. Boca Raton, FL: CRC Press, 2012.
  • ONG, Chee-mun. Dynamic simulation of electric machinery: using matlab/simulink . New York: Prentice-Hall, 1998.
  • KRISHNAN, R. Electric motor drives: modeling, analysis, and control. New Jersey, USA: Prentice-Hall, 2001.
  • MOHAN, Ned; UNDELAND, Tore M; ROBBINS, William P. Power electronics: converters, applications, and design. 3rd ed. New York, NY: J. Wiley & Sons, c2003.
  • BOSE, Bimal K. Modern power electronics and AC drives. Upper Saddle River, NJ: Prentice-Hall, c2002.

TÓPICOS ESPECIAIS EM ACIONAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: SISTEMAS FOTOVOLTAICOS

Código: ET51K
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa: Fundamentos da energia fotovoltaica; Modelos de células fotovoltaicas; Topologias de arranjos fotovoltaicos centralizados e descentralizados;Técnicas de rastreamento da máxima potência (MPPT); Sistemas de sincronismo e detecção de ângulo de fase da rede elétrica; Técnicas de detecção do ilhamento; Sistemas fotovoltaicos autônomos (SFA) e conectados à rede elétrica (SFCR); Topologias e características de controladores de carga, topologias de conversores CC-CC e de inversores monofásicos e trifásicos aplicados em sistemas fotovoltaicos; Normas e recomendações.

Bibliografia:
  • Villalva, M. G.; Gazoli, J. R. Energia Solar Fotovoltaica - Conceitos e Aplicações, Érica, 224 p, 2015, ISBN 9788536504162.
  • PATEL, Mukund R.. Wind and solar systems: design, analysis, and operation. 2nd ed. Boca Raton, Fla: CRC Press; Taylor & Francis, c2006. 448 p. ISBN 0-8493-1570-0
  • R. Teodorescu, M. Liserre and P. Rodríguez. Grid Converters for Photovoltaic and Wind Power Systems. Wiley - IEEE, 416 p., 2011, ISBN: 978-0470057513
  • Farret, Felix A; Godoy, M. S. Integration of alternative sources of energy, Wiley IEEE, 2006.
  • Erickson, R. W.; Maksimovic, D. Fundamentals of power electronics. 2. ed. Norwell: Kluwer Academic, 2001. 883 p.


RECONHECIMENTO DE PADRÕES

 

Código: ET51B
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa: Processos Estocásticos. Modelagem Linear de Sinais. Filtros Lineares Ótimos. Estimação Espectral. Classificadores Bayesianos e por Função Custo. Redução de Dimensão. Métodos Não-Paramétricos. Funções Discriminantes Lineares. Métodos Estocásticos e Não-Métricos. Clustering.

Bibliografia:

  • DUDA, R.O; HART, P E.; STORK, D. G. Pattern Classification. 2 ed. New York: Wiley, 2001.
  • BISHOP, C. Pattern Recognition and Machine Learning. New York: Springer, 2006.
  • THEODORIDIS, S.; KOUTROUMBAS, K. Pattern Recognition. 4 ed. Burlington: Academic Press, 2009.
  • THEODORIDIS, S. Introduction to Pattern Recognition: a MATLAB Approach. Burlington: Academic Press, 2010.
  • WEBB, A. R. Statistical Pattern Recognition. 3 ed. Chichester: John Wiley, 2011.
  • HAYES, M. H. Statistical Digital Signal Processing and Modeling. New York: Wiley, 1996.
  • HAYKIN, S. Neural Networks and Learning Machines. 3. ed. New York: Prentice-Hall, 2009.
  • MANOLAKIS, D. G. Statistical and Adaptive Signal Processing: Spectral Estimation, Signal Modeling, Adaptive Filtering and Array Processing . Boston: Artech House, 2005.
  • KAY, S. M. Fundamentals of Statistical Signal Processing. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 1993-1998. 2 v.

 


PROCESSAMENTO DIGITAL DE SINAIS

 

Código: ET51C
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Créditos: 3 
Ementa:  Sistemas e sinais discretos: sistemas lineares invariantes no tempo. Representação nos domínios do tempo e da freqüência. Transformada Z: propriedades e função do sistema. Estabilidade e Causalidade. Amostragem de sinais contínuos. Filtros FIR e IIR: estruturas básicas e representação usando grafo de fluxo de sinais. Técnicas de projetos de filtros digitais: projeto a partir de filtros analógicos e projeto usando janelas. Transformada discreta de Fourier. Transformada rápida de Fourier. Bancos de filtros. Transformada Wavelet Contínua e Discreta. Transformada Wavelet-Packet.

Bibliografia:
  • OPPENHEIM, A. V.; SCHAFER, R. W. Discrete-Time Signal Processing. 3 ed. Upper Saddle River: Prentice-Hall, 2010.
  •  LATHI, B. P. Linear Systems and Signals. 2 ed. New York: Oxford University Press, 2005.
  •  NALON, J. A. Introdução ao Processamento Digital de Sinais. Rio de Janeiro: LTC, 2009.
  •  DINIZ, P. S. R.; SILVA, E. A. B.; LIMA NETTO, S. Processamento Digital de Sinais: Projeto e Análise de Sistemas. Porto Alegre: Bookman, 2004.
  •  WEEKS, M. Processamento Digital de Sinais Utilizando Matlab e Wavelets. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012.
  •  INGLE, V. K.; PROAKIS, J. G. Digital Signal Processing Using MATLAB. 3. ed. Stamford: Cengage Learning, 2007.
  •  PROAKIS, J. G; MANOLAKIS, D. G. Digital Signal Processing: Principles, Algorithms, and Applications. 4 ed. Upper Saddle River: Prentice-Hall, 2007.
  •  HAYES, M. H. Theory and Problems of Digital Signal Processing. New York: McGraw-Hill, 1999.
  •  MALLAT, S. G. A Wavelet Tour of Signal Processing: the Sparse Way. 3 ed. San Diego: Academic Press, 2009.
  •  MANOLAKIS, D. G. Statistical and Adaptive Signal Processing: Spectral Estimation, Signal Modeling, Adaptive Filtering and Array Processing . Boston: Artech House, 2005.


FILTROS ADAPTATIVOS E APRENDIZAGEM DE MÁQUINA

 

Código: ET51D
Nível: Mestrado  
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa: Filtros de Wiener e Predição Linear. Algoritmo de Gradiente Descendente. Algoritmos Least Mean Squares (LMS) e Recursive Least Squares (RLS). Análise de Componentes Principais (PCA). Máxima Verossimilhança e Regressão. Redes Neurais e Support Vector Machines (SVM). Aprendizagem Não-Supervisionada.

Bibliografia:

  • BISHOP, C. Pattern Recognition and Machine Learning. New York: Springer, 2006.
  • HAYKIN, S. Adaptive Filter Theory. 4. ed. New Jersey: Prentice Hall, 2001.
  • ALPAYDIN, E. Introduction to Machine Learning . 2 ed. Cambridge: MIT Press, 2010.
  • SAYED, A. H. Adaptive Filters. Hoboken: Wiley: IEEE Press, 2008.
  • HAYKIN, S. Neural Networks and Learning Machines. 3. ed. New York: Prentice-Hall, 2009.
  • HAYES, M. H. Statistical Digital Signal Processing and Modeling. New York: Wiley, 1996.
  • ZAKNICH, A. Principles of Adaptive Filters and Self-Learning Systems. Leipzig: Springer, 2005.
  • MANOLAKIS, D. G. Statistical and Adaptive Signal Processing: Spectral Estimation, Signal Modeling, Adaptive Filtering and Array Processing . Boston: Artech House, 2005.
  • PRINCIPE, J. C.; EULIANO, N. R.; LEFEBVRE, W. C. Neural and Adaptive
  • Systems: Fundamentals Through Simulation. Hoboken: Wiley, 2000.

 


PROCESSOS ESTOCÁSTICOS APLICADO À ENGENHARIA ELÉTRICA

Código: ET51E
Nível: Mestrado 
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45
Créditos: 3
Ementa:   Conceitos básicos relacionados a processos estocásticos. Conceitos e teoremas básicos da
probabilidade  e  variáveis  aleatórias;  Processos  aleatórios;  Processos  estacionários;  Funções  de
correlação, autocorrelação e densidade espectral de potência; processamento de sinais aleatórios;
Estimação; Processos aleatórios discretos; Aplicações.

Bibliografia:  

  • [1] A. B.  Clarke  and  R.L. Disney. Probability  and Random Processes:  A  First  Course with  Applications.  John 
  • Wiley, 1985. 
  • [2] H.  Stark,  J. W. Woods. Probability, Random Process  and Estimation Theory  for Engineers. Prentice Hall 
  • 2nd edition, 1994. 
  • [3]  H.  Kobayashi,  B.  L.  Mark,  and  W.  Turin.  Probability,  Random  Processes,  and  Statistical  Analysis. 
  • Cambridge, Cambridge, UK, 1st edition, 2012. 
  • [4] A. Papoulis. Probability, Random Variables and Stochastic Processes. McGraw Hill, 3rd edition, 1991. 
  • [5]  A.  Leon-Garcia.  Probability,  Statistics,  and  Random  Processes  for  Electrical  Engineering.  3rd  Ed.,  2008. 
  • Pearson Prentice Hall.  
  • [6] S.M. Ross. Introduction to Probability Models. Academic Press, 3rd edition, 1985. 
  • [7]  T.  Abrão.  Introdução  a  Processos  Estocásticos.  Notas  de  Aula.  Depto  Eng.  Elétrica,  Univ.  Estadual  de Londrina, ver. Gamma, 2014.  

 SISTEMAS NÃO LINEARES

Código: ET42H
Nível: Mestrado/Doutorado 
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3  

Ementa  –  Introdução  aos  sistemas  dinâmicos  não  lineares.  Análise  qualitativa  de  sistemas
dinâmicos contínuos. Atratores: equilíbrios, ciclos limites e comportamento aperiódico. Teorema de
Hartman-Grobman. Teoria de bifurcações. Métodos aproximados de análise. Sistemas autônomos e
não  autônomos:  estabilidade  baseada  em  Lyapunov.  Síntese  de  controladores  para  sistemas  não
lineares: Controle baseado em funções de Lyapunov. Controle de estrutura variável. Realimentação
linearizante clássica e robusta. Projeto baseado em backstepping. Análise e síntese via estabilidade
absoluta. Passividade em sistemas dinâmicos. Técnicas baseadas em Energy Shapping.
Bibliografia

  • [1] MONTEIRO, L. H. A.. Sistemas dinâmicos. São Paulo: Livraria da Física, 2002. 
  • [2] KHALIL, H.. Nonlinear systems. 3rd edition, Upper Saddle River: Prentice Hall, 2002. 
  • [3] SLOTINE, J.J.; Li, W.. Applied nonlinear control. Upper Saddle River : Prentice Hall, 1991. 
  • [4]  SEPULCRE,  R.;  JANKOVIC, M.;  KOKOTOVIC,  P..  Constructive  nonlinear  control.  Berlin:  Springer  Verlag, 1997. 
  • [5] VAN DER SCHAFT, A.. L2-gain and passivity techniques in nonlinear control. Berlin: Springer Verlag, 2000. 
  • [6] P. G. DRAZIN. Nonlinear Systems. Cambridge Texts in Applied Mathematics, 1992

ENGENHARIA DE CONTROLE

Código: ET51F
Nível: Mestrado/Doutorado 
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 
Ementa:    Descrição  do  problema  de  controle.  Ferramentas  de  análise  e  projeto  para  sistemas
contínuos  e  discretos.  Transformada  de  Laplace.  Transformada  Z.  Controladores  PID.  Sistemas
discretos  no  tempo.  Emulação  discreta  de  sistemas  contínuos.  Projeto  de  sistemas  de  controle
discretos empregando o Root Locus.
Bibliografia:

  • [1] OGATA. Engenharia de Controle Moderno. Ed. Prentice-Hall, quarta edição, 2003. 
  • [2] Ogata K., “Discrete Time Control System”, Prentice-Hall, Second Edition, 1997. 
  • [3] Phillips C. L., Nagle H. T., “Digital Control System Analysis and Design”, Prentice Hall, Third Edition, 1995. 
  • [4] D´Azzo J. J., Houpis C. H., Sheldon S. N., “Linear Control System Analysis and Design with Matlab”, Taylor Francis, Boca Raton, Fifth Edition, 2003.

CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA INSTRUMENTAÇÃO

Código:  ET51G
Nível: Mestrado/Doutorado
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3
Ementa:  Amplificadores  de  Instrumentação;  Detectores  de  Pico  de  Precisão;  Filtros  Ativos;
Osciladores (Triangular, Quadrado, Senoidal, Pulsados); Integradores; Conversor Tensão Frequência
de Precisão; Amplificadores  Lock  In; Retificadores de Precisão; Detectores de Fase; Medidores de
Frequência;  Transceptores  de  Ultrassom;  Condicionamento  de  Transceptores  Optoeletrônicos;
Medidores  de  Capacitância;  Retificadores  de  Precisão;  Condicionamento  de  Sinais  com  Controle
Automático de Ganho e Compensação de Tensão de Desvio (Offset).
Objetivos:  Apresentar  circuitos  eletrônicos  que  permitam  condicionar,  com  o  mínimo  de  ruído
possível, os principais sensores utilizados na medição de grandezas físicas e químicas.
Bibliografia

  • [1] Sergio Franco. Design with Operational Amplifiers and Analog Integrated Circuits. McGraw-Hill, 3a Edição, ISBN-13: 978-0072320848, 2001. 
  • [2] David Terrell, Op Amps: Design, Application, and Troubleshooting, Ed. Newnes, 2a Edição, ISBN-13: 0000750697024, 1996. 
  • [3]  Stephen  R.  Turns,  "Fundamentos  de  Instrumentação  Industrial  e  Controle  de  Processos",  Bookman Editora. 2013. ISBN: 8582600925 
  • [4]  Egidio Alberto Bega, "Instrumentação industrial", 2a. Ed., Interciência. 2006. ISBN 8571930899 

 


CONTROLE ROBUSTO

Código: ET51H
Nível: Mestrado 
Obrigatória: Não   
Carga Horária: 45   
Creditos: 3 

Ementa

Otimização com teoria estruturante nas teorias de sistemas. Histórico da otimização em teoria de controle. Problemas contemporâneos de otimização em controle: robustez, estabilização quadrática e critérios de normas; análise convexa. Otimização global versus otimização convexa em problemas de controle. Formulação de problemas de controle ótimo robusto em termos de desigualdades matriciais lineares (LMI's). Experimentos computacionais.

Bibliografia

  • [1] GREEN, M. Linear robust control. Mineola, NY: Dover Publications, 2012.
  • [2] CRUZ, J. J. da. Controle robusto multiváriavel: o método LQG/LTR. São Paulo: EDUSP, 1996.
  • [3] KIRK, Donald E.. Optimal control theory: an introduction. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 1970.
  • [4] PAL, Bikash; CHAUDHURI, Balarko. Robust control in power systems. New York, NY: Springer, c2010.
  • [5] KHALIL, Hassan K. Nonlinear systems. 3rd ed. Upper Saddle River, N.J.: Prentice-Hall, 2002.
  • [6] LATHI, B. P. Sinais e sistemas lineares. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2007.

CONTROLE DIGITAL DE SISTEMAS DINÂMICOS 

Código: ET41C
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Transformada-z. Resposta de sistemas dinâmicos. Amostragem. Aliasing. Estabilidade BIBO de sistemas dinâmicos. Mapeamento bilinear. Atraso contínuo. Segurador de ordem zero. Controle Dead-Beat e Dahlin. Matriz exponencial. Funções de transferências, Discretização. Estimadores. Entradas de referência. Projetos de controladores clássicos. Projetos de controladores avançados.

Bibliografia

  • ÅSTRÖM, K. J.; Wittenmark, B. Computer controlled systems: theory and design. Upper Saddle River, NJ: Prentice-Hall, Inc., 1990.
  • CHEN, C. T. Analog and digital control system design. New York : Oxford University Press, 1993.
  • COELHO, A. A. R.; COELHO, L. S. Identificação de sistemas dinâmicos lineares. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2004.
  • FRANKLIN, G. F.; POWELL, J. D.; WORKMAN, M. Digital control of dynamic systems. 3. ed., Ellis-Kagle Press, 2006.
  • OGATA, K. Discrete-time control systems. London: Prentice Hall, 1987. 

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA

Código: ET41D
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Semicondutores de potência: características estáticas e dinâmicas e cálculo térmico. Circuitos de comando de dispositivos de potência. Circuitos de controle de conversores estáticos. Técnicas de modulação, Conversores estáticos CA-CC, CC-CC, CC-CA e CA-CA: topologias, dimensionamento e aplicações. Componente magnéticos.

Bibliografia

  • BARBI, I.. Eletrônica de potência. 5. ed. Florianópolis: Edição do Autor, 2005.
  • BARBI, I.. Projeto de fontes chaveadas. 2. ed. Florianópolis: Edição do Autor, 2007.
  • MAKSIMOVIC, D.. Fundamentals of power electronics. 2. ed. Colorado: University of Colorado Press, 2001.
  • MOHAN, Ned.; UNDELAND, T. M.; ROBBINS, W. P.. Power electronics: converters, applications and desing. 2 ed. New York: John Wiley & Sons, Inc., 1995.
  • RASHID, M. H.; FAVATO, C. A.. Power electronics: circuits, devices and applications. 3. ed., New York: Prentice Hall, 2003.
  • IEEE Transactions on Power Electronics, ISSN: 0885-8993.
  • IEEE Transactions on Industrial Electronics, ISSN: 0278-0046.
  • IEEE Transactions on Industry Applications, ISSN: 0093-9994.

METODOLOGIA DA PESQUISA E REDAÇÃO CIENTÍFICA

Código: ET41A
Créditos: 2
Carga Horária: 30
Obrigatória: Sim

Ementa
Aspectos gerais da investigação científica. A produção científica na Universidade. Metodologia da pesquisa. Comunicação oral e escrita. Técnicas para o planejamento de pesquisas bibliográficas, projetos, relatórios, publicações e trabalhos científicos.
Créditos:
Carga Horária: 60 Obrigatória:
Área(s) de Concentração: Sistemas Eletrônicos Industriais

Bibliografia

  • BASTOS, L. R. et al.. Manual para elaboração de projetos e relatórios de pesquisas, teses, dissertações e monografias. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
  • JUNG, C. F. . Metodologia para pesquisa & desenvolvimento: aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil Editora, 2004.
  • MÁTTAR NETO, J. A.. Metodologia científica na era da informática. São Paulo: Saraiva, 2003.
  • PESCUMA, D.; CASTILHO, A. P. F.. Projeto de pesquisa ? O que é? Como fazer?: um guia para sua elaboração. São Paulo: Olho d'água, 2005.
  • SEVERINO, A. J. S.. Metodologia do trabalho científico. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

MODELOS DINÂMICOS DE MÁQUINAS ELÉTRICAS

Código: ET41H
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Conversão eletro-mecânica de energia. Motores de corrente contínua: estudo de modelos. Motores de indução: técnicas de modelagem matricial trifásica, matricial ortogonal, técnicas vetoriais - vetores de espaço, introdução de modelagem por diferenciais complexas e vetores espirais, introdução aos procedimentos de controle de conjugado, desacoplamento e linearização por orientação de campo, obtenção de modelos para os diferentes referenciais de campo e técnicas de simulação. Motores síncronos: modelos matriciais e vetoriais, modelo em campo orientado e simulação. Considerações básicas sobre modelagem de motores de relutância e motores de passo.

Bibliografia

  • KRISHNAN, R.. Electric motor drives: modeling, analysis and control. 1 ed. New York: Prentice Hall, 2001.
  • LEONARD, W.. Control of electrical drives. Berlin: Springer Verlag, 1996.
  • NOVOTNY, D. W.; LIPO, T.A.. Vector control and dynamics of AC drives. Gloucestershire: Clarendon Press, 1996.
  • ONG, C. M.. Dynamic simulation of electric machinery using Matlab/Simulink. New York: Prentice Hall, 1998.
  • VAS, P.. Vector control of AC machines, Oxford: Oxford Univ. Press, 1993.

SISTEMAS INTELIGENTES

Código: ET41E
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Sistemas baseados em conhecimento. Sistemas especialistas. Aquisição de conhecimento e aprendizado de máquina. Indução de regras e árvores de decisão. Redes neurais artificiais. Computação evolutiva. Reconhecimento de padrões. Aplicações em controle.

Bibliografia

  • BITTENCOURT, G.. Inteligência artificial: ferramentas e teorias, 3a ed., Florianópolis: Ed. da UFSC, 2006.
  • CASTRO, L.. Fundamentals of natural computing: basic concepts, algorithms, and applications. New York: Chapman & Hall/CRC, 2006.
  • DUDA, R. O.; HART, P. E.; STORK, D. G.. Pattern classification. New York: John Wiley, 2001.
  • MITCHELL, T.. Machine learning. New York: McGraw-Hill, 1997.
  • REZENDE, S. O.. Sistemas inteligentes - fundamentos e aplicações. São Paulo: Ed. Manole, 2002.
  • STEFIK, M.. Introduction to knowledge systems. San Fransisco: Morgan Kauffman, 1995.

TEORIA DE SISTEMAS LINEARES

Código: ET41B
Créditos: 4
Carga Horária: 60
Obrigatória: Sim

Ementa
Espaços lineares. Modelos matemáticos. Equações dinâmicas. Respostas ao impulso. Controlabilidade e observabilidade. Realimentação e observadores de estado. Estabilidade de sistemas lineares. Projetos de controladores no espaço de estados.

Bibliografia

  • ANTSAKLIS, P. J.; MICHEL, A. N.. Linear systems. Boston: Birkhäuser, 2005
  • CHEN, C. T.. Linear systems theory and design. 3rd Edition. New York: Oxford University Press, 1999.
  • HORN, R. A.; JOHNSON, C. R.. Matrix analysis. Cambridge: Cambridge University Press, 1985.
  • KAILATH, T.. Linear system. New York: Prentice-Hall, Inc., 1980.
  • STRANG, G.. Linear algebra and its applications, 3rd Edition. San Diego: Harcourt Brace Jovanovich Inc., 1988.

ACIONAMENTO E CONTROLE DE MÁQUINAS ELÉTRICAS

Código: ET42I
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Introdução. Características de controle e de controladores. Controle de posição e de velocidade de motores de corrente contínua acionadas por conversores tipo Retificadores-choppers, malhas de corrente, sensores e análise de desempenho. Controle de conjugado para motores de alternada. Técnicas escalares e técnicas vetoriais. Técnicas de orientação de campo. Controle tipo aceleração de campo para motores de indução: FAM ? Field Acceleration Method. Acionamento e controle com inversores de tensão e de corrente. Controle sem medição de velocidade: Sensorless Control Técnicas avançadas: Estimação e adaptação paramétrica.Ementa

Bibliografia

  • KRISHNAN, R.. Electric motor drives: modeling, analysis and control. 1 ed. New York: Prentice Hall, 2001. LEONARD, W.. Control of electrical drives. Berlin: Springer Verlag, 1996.
  • VAS, P.. Vector control of AC machines, Oxford: Oxford Univ. Press, 1993.
  • VAS, P.. Electrical machines and drives: a space-vector theory approach. Oxford : Oxford University Press, 1990.
  • VAS, P.. Sensorless vector and direct torque control (Monographs in Elec and Elec Eng v.42). Oxford: Oxford Univ. Press, 1998.
  • NOVOTNY, D.W.; LIPO, T.A.. Vector control and dynamics of AC drives. Gloucestershire: Clarendon Press, 1996.

CONTROLE ADAPTATIVO E ESTOCÁSTICO

Código: ET42E
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa

Revisão Probabilidades (Eventos e Probabilidades, Variáveis Aleatórias e Distribuições, Funções de v.a.s, Esperança e Esperança Condicional, Variáveis Aleatórias Gaussianas), Cadeias de Markov, Cadeias de Markov controladas, Programação dinâmica e leis de controle, Controle ótimo de sistemas estocásticos, Controle linear quadrático gaussiano, Controle adaptativo, Controle preditivo.

Bibliografia

  • BARRY, R. J.. Probabilidade: Um curso intermediário. Rio de Janeiro: Impa 1981.
  • BREMAUD, P.. Markov Chains, Gibbs Fields, Monte Carlo Simulation and Queues. Berlin: Springer-Verlag, 1999.
  • KUMAR, P.R.; VARAIYA, P.. Stochastic Systems, Upper Saddle River: Prentice Hall, 1986.
  • SODERSTROM, T..Discrete-time Stochastic Systems - Estimation & Control, Upper Saddle River: Prentice Hall, 1994.
  • ASTROM, K. J.. Introduction to Stochastic Control Theory. Dover, 2006.
  • ASTROM,K. J.; WITTENMARK, B.. Adaptative Control, Dover, 2008.

 


MODELAGEM E CONTROLE DE CONVERSORES ESTÁTICOS

Código: ET42G
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não
Ementa

Estudo dos conversores isolados e não isolados. Teoria de modelagem usando a técnica de chave PWM de conversores não isolados operando em modo de condução contínua MCC. Teoria de modelagem usando a técnica de chave PWM de conversores não isolados operando em modo de condução descontínua MCD.

Bibliografia

  • AKAGI, H.; WATANABE, E. H.; AREDES, M.. Instantaneous power theory and applications to power conditioning. New York: John Wiley & Sons, 2007.
  • DUGAN, R. C.; McGRANAGHAN, M. F.; BEATY, H. W.. Electrical power systems quality. 2. ed. New York: McGraw-Hill, 2002.
  • KASSAKIAN, J. G.; SCHLECHT, M. F.; VERGHESE, G. C.. Principles of Power Electronics. Massachusetts: Addison Wesley Publ. Co., 1991.
  • MOHAN, N.; UNDELAND, T. M.; ROBBINS, W. P.. Power Electronics Converters, Application and Design. San Francisco: John Wiley, 1995.
  • EMYLIANOV, S. V.; KOROVIN, S. K.; RASSADIN, B. V.. Variable?Structure Control Systems. London: CRC Press, 2000.

 


QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA

Código: ET42C
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Distúrbios no sistema elétrico de potência: causas e efeitos. Harmônicos de tensão e corrente em sistemas elétricos. Conceitos e definições de potência em condições não-senoidais e de desbalanço das tensões da rede. Métodos de compensação ativa e passiva de harmônicos. Medições e monitoramento da qualidade de energia. Normas e recomendações. Aplicações: filtros ativos, passivos e híbridos de potência, sistemas de energia ininterrupta.

Bibliografia

  • AKAGI, H.; WATANABE, E. H.; AREDES, M.. Instantaneous power theory and applications to power conditioning. New York: John Wiley & Sons, 2007.
  • DUGAN, R. C.; McGRANAGHAN, M. F.; BEATY, H. W.. Electrical power systems quality. 2. ed. New York: McGraw-Hill, 2002.
  • ARRILLAGA, J.; WATSON, N. R.. Powers system harmonics. 2. ed. New York: John Wiley & Sons, Inc., 2003.
  • KUSKO, A.; THOMPSON, M. T.. Power quality in electrical systems. New York: McGraw-Hill, 2007.
  • EMADI, A.; NASIRI, A.; BEKIAROV, S. B.. Uninterruptble Power Supplies and Active Filters. New York: CRC Press, 2005.
  • MOHAN, N.; UNDELAND, T. M.; ROBBINS, W. P.. Power Electronics: converters, applications and design. 2 ed. New York: John Wiley & Sons, Inc., 1995.
  • IEEE transactions on Power Electronics, ISSN: 0885-8993.
  • IEEE transactions on Industrial Electronics, ISSN: 0278-0046.
  • IEEE transactions on Industry Applications, ISSN: 0093-9994.
  • IEEE transactions on Power Delivery, ISSN: 0885-8977.
  • IEEE transactions on Power Systems, ISSN: 1558-0679.

REDES NEURAIS ARTIFICIAIS

Código: ET42D
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não
Ementa

Introdução. Princípios de redes neurais artificiais. Primeiras redes adaptativas. Redes de múltiplas camadas com aprendizagem supervisionada. Aprendizagem não-supervisionada. Redes recorrentes. Modelos de memória associativa. Aprendizagem por reforço. Máquinas estocáticas. Aplicações em sistemas dinâmicos. Implementações em hardware.

Bibliografia

  • ANDERSON, J. A.. An introduction to neural networks. Cambridge: MIT Press, 1995.
  • GOLDEN, R. M.. Mathematical methods for neural network analysis and design. Cambridge: MIT Press, 1996. HASSOUN, M. H.. Fundamentals of artificial neural networks. Cambridge: MIT Press, 1995.
  • HAYKIN, S.. Neural Networks and Learning Machines. New York: Prentice- Hall, 2008.
  • HAYKIN, S.. Neural Networks: A Comprehensive foundation. New York: Prentice- Hall, 1999.
  • KOHONEN, T.. Self-organizating maps. 2ed. Berlin: Springer, 1997.

SISTEMAS FUZZY

Código: ET42F
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Definições. Características básicas. Tratamento de imprecisões e incertezas. Conjuntos fuzzy. Propriedades e características dos conjuntos fuzzy. Formatos de conjuntos fuzzy. Operações lógicas em conjuntos fuzzy. Números e variáveis fuzzy. Normas triangulares (t-norma e s-norma). Medidas e relações fuzzy; regras de composições fuzzy. Lógica tradicional (modus ponens e modus tollens). Lógica fuzzy (modus ponens generalizado). Sistemas baseados em regras fuzzy. Aquisição e representação do conhecimento. Fuzzificação e defuzzificação. Sistemas de inferência fuzzy. Aplicações.

Bibliografia

  • BUCKLEY, J. J.; SILER, W.. Fuzzy expert systems and fuzzy reasoning. New York: John Wiley, 2004.
  • KLIR, G. J.; FOLGER, T. A.. Fuzzy sets, uncertainty, and information. New York: Prentice-Hall, 1988.
  • KOSKO, B.. Fuzzy engineering. New York: Prentice-Hall, 1997.
  • PEDRIYCZ, W.; GOMIDE, F.. An introduction to fuzzy sets - analysis and design. Cambridge: MIT Press, 1998.

IDENTIFICAÇÃO DE SISTEMAS

Código: ET41I
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Conceitos  básicos  sobre  identificação  de  sistemas,  Modelos  de  processos  e  de perturbações,  Métodos  não-paramétricos  de  identificação,  Projeto  de  experimentos  de identificação paramétrica, Estruturas de modelos de  sistemas  lineares  invariantes no  tempo, Métodos  de  estimativa  de  parâmetros,Validação  de modelos,  Identificação  de  sistemas  em malha  fechada,  Identificação  recursiva, Representação de modelos não-lineares  empregando estruturas NARX e NARMAX polinomiais.

Bibliografia

  • Luis A. Aguirre, Introdução à Identificação de Sistemas: Técnicas Lineares e não Lineares Aplicadas a Sistemas Reais, Editora UFMG, 3a. ed., 2004.


Bibliografia complementar:

  • L. Ljung, System Identification: Theory for the User, Prentice Hall, 2nd Ed., 1999.
  • T. Soderstrom and P. Stoica, System Identification, Prentice Hall, 1989.
  • G. Goodwin and R. L. Payne, Dynamic System Identification: Experiment Design and Data Analysis, Academic Press, 1977.

 


TÓPICOS ESPECIAIS EM ACIONAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: MÉTODOS DE OTIMIZAÇÃO

Código: ET42L
Créditos: 3
Carga Horária: 45
Obrigatória: Não

Ementa
Métodos clássicos de otimização. Programação linear: método simplex e simplex revisado. Programação não-Linear: métodos determinísticos e estocásticos. Métodos de otimização heurísticos. Convergência e optimalidade em heurísticas e metaheurísticas. Velocidade de convergência. Ajustes de parâmetros de entrada. Aplicações à resolução de problemas de engenharia

Bibliografia

RAO, S. S. Engineering optimization: theory and practice . 4th ed. Hoboken, N. J.: John Wiley, 2009. BAZARAA, M. S.; SHERALI, H. D.; SHETTY, C. M. Nonlinear programming: theory and algorithms . 3rd ed. Hoboken, NJ: J. Wiley & Sons, c2006. LUENBERGER, D. G.; YE, Y. Linear and nonlinear programming. 3rd. ed. Stanford, CA: Springer, 2008. ABRÃO, T., ANGÉLICO, B. A.; DURAND, F., Search algorithms for engineering optimization. 1. ed. Rijeka, HRV: Intech, 2013. CHONG, E. K. P.; ZAK, S. H. An introduction to optimization. 4th ed. Hoboken, N. J.: Wiley, c2013.


 TÓPICOS  ESPECIAIS  EM CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE SISTEMAS I

Código: ET42K
Nível: Mestrado
Obrigatória: Não   
Área(s) de Concentração:   Sistemas Eletrônicos Industriais
  Carga Horária: 45   
Creditos: 3
Ementa:      Consolidar  e  aprofundar  tópicos  das  disciplinas  da  linha  de Controle E Automação De Sistemas, que compreende pesquisa nas áras  de  Automação Industrial, Robótica, Instrumentação, Sistemas de Controle, entre outros.
Bibliografia: Aberta, dependendo dos temas e tópicos a serem abordados.


TÓPICOS  ESPECIAIS  EM CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE SISTEMAS II

Código: ET43K
Nível: Mestrado
Obrigatória: Não   
Área(s) de Concentração:   Sistemas Eletrônicos Industriais
  Carga Horária: 45   
Creditos: 3
Ementa:      Consolidar  e  aprofundar  tópicos  das  disciplinas  da  linha  de Controle E Automação De Sistemas, que compreende pesquisa nas áras  de  Automação Industrial, Robótica, Instrumentação, Sistemas de Controle, entre outros.
Bibliografia: Aberta, dependendo dos temas e tópicos a serem abordados. 

 


TÓPICOS ESPECIAIS EM ACIONAMENTOS ELETROELETRÔNICOS I

Código: ET61N
Nível: Mestrado
Obrigatória: Não   
Área(s) de Concentração:   Sistemas Eletrônicos Industriais
  Carga Horária: 45   
Creditos: 3
Ementa:      Consolidar  e  aprofundar  tópicos  das  disciplinas  da  linha  de conversão eletro-mecânica de energia, chaveamento eletrônico, modelagem e simulação de processos industriais.
Bibliografia: Aberta, dependendo dos temas e tópicos a serem abordados.


TÓPICOS ESPECIAIS EM ACIONAMENTOS ELETROELETRÔNICOS II

Código: ET61P

Nível: Mestrado
Obrigatória: Não   
Área(s) de Concentração:   Sistemas Eletrônicos Industriais
  Carga Horária: 45   
Creditos: 3
Ementa:      Consolidar  e  aprofundar  tópicos  das  disciplinas  da  linha de conversão eletro-mecânica de energia, chaveamento eletrônico, modelagem e simulação de processos industriais.
Bibliografia: Aberta, dependendo dos temas e tópicos a serem abordados.