Você está aqui: Página Inicial > Sobre
conteúdo

Sobre os Programas de Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica

por admin publicado 19/01/2017 10h46, última modificação 20/02/2019 10h32
PPGEE-CP e PPGAEE-UEL/UTFPR-CP

programas.png

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica do câmpus Cornélio Procópio (PPGEE-CP) tem como objetivo principal formar recursos humanos capazes de promover o desenvolvimento científico e tecnológico voltado às necessidades das empresas e da sociedade. Oferta cursos de Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica, sendo que ambos tem conceito "4" na Avaliação Capes

conceito4.png

Entre 2010 e 2018, o PPGEE-CP titulou um total de 50 novos mestres.

 

MESTRADO

Histórico

O Campus Cornélio Procópio, um dos onze campi integrantes da UTFPR, foi criado através do Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Técnico do Governo Federal, nos termos da Portaria nº 67, de 06 de fevereiro de 1987, do Ministro de Estado da Educação, Jorge Konder Bornhausen, e inaugurado em 1993 pelo Ministro da Educação e do Desporto, Murílio de Avellar Hingel. Desde sua inauguração ele oferece o Curso Técnico na área de Eletrotécnica e tornou-se um centro de referência educacional, não só na região, mas também em outros Estados da Federação.
Em 1996, com a extinção da possibilidade de se ofertar Ensino Técnico integrado ao Médio, foi decidido que seriam implantados o Ensino Médio e os Cursos Superiores de Tecnologia. Assim, em 1999, o Campus passou a oferecer os Cursos Superiores de Tecnologia em Eletrotécnica, Tecnologia em Mecânica e de Tecnologia em Informática. Em 2003, todos os Cursos Superiores de Tecnologia oferecidos passaram pelo processo de reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) com conceito “A” e tiveram sua denominação alterada para Cursos Superiores de Tecnologia em Automação Industrial, Manutenção Industrial e em Desenvolvimento de Sistemas de Informação.
Em 2007, após a transformação do Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (CEFET-PR) em Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), foram abertos os Cursos de Engenharia Industrial Elétrica e Engenharia Industrial Mecânica visando formar recursos humanos para atender as necessidades dos setores produtivos em desenvolvimento.
A implantação e a ampliação gradativa dos cursos de graduação são um instrumento precioso para adequar o ensino superior brasileiro ao contexto da realidade socioeconômica do país. Não se trata apenas de implantar cursos novos, mas de criar uma nova sistemática de ação, fundamentada nas necessidades da comunidade. Desta forma, a UTFPR tem primado pela verticalização do ensino, do nível técnico à pós-graduação. Este enfoque é realidade no Campus Curitiba e Campus Pato Branco, nas engenharias IV, com destaque para as pesquisas de excelência reconhecidas no Brasil e exterior.
Os cursos de pós-graduação lato sensu (especializações) são oferecidos à comunidade desde 2003, destacando-se o curso de Especialização em Automação e Controle de Processos Industriais, que terá a sua oitava edição no primeiro semestre de 2010. As monografias apresentam soluções voltadas às necessidades tecnológicas. Citam-se os títulos das monografias defendidas no ano de 2008: Elementos de Automação de um Sistema de Abastecimento de Água; Automação em Caldeira; Estudo PBL Aplicado a Redes Industriais; Plano Diretor de Automação: Sistema Digital de Gerenciamento, Operação e Controle; Sistema de Proteção e Controle com IEDs Utilizando Comunicação GOOSE e a Norma IEC61850; Automação do Magazine de uma Máquina Têxtil; Controle de Colunas de Destilação de Álcool Utilizando Lógica Fuzzy; Desenvolvimento de Aplicação Elipse Scada para Rede Fieldbus Fondation usando TAG OPC; Otimização do Processo de Blend do Armazém de Café Verde; Sistemas de Identificação por Rádio Freqüência - RFID; Eficiência Energética em Projetos de Iluminação Residenciais e Industriais; Automação para Granja de Frango; Tecnologia PIMS- Plant Information Management System da OSISOFT; Análise de Sistema de Controle Tipo Rockweel para Co-Geração; Uma Análise de Banco de Dados Rápidos para Data Mining de Usinas de Açúcar e Álcool; Automação do Sistema de Acionamento e Controle de uma Moenda de Cana de Açúcar; Análise de Sistema de Controle para Co-Geração Via Biomassa com Transitório no Processo. Através do curso de Especialização em Automação e Controle de Processos Industriais e das monografias defendidas, tem-se a validação das necessidades da região no quesito de formação de mão-de-obra especializada para atuação no arranjo produtivo regional.
Os grupos de pesquisa compostos pelos professores permanentes da proposta são certificados pela instituição e fazem parte do banco de dados do CNPQ. São eles: Automação e Controle de Processos Elétricos e Industriais; Automação e Sistemas; Eletrônica Industrial e Acionamentos Elétricos; Instrumentação, Modelagem, Controle e Aplicações; Controle e Otimização de Sistemas Dinâmicos.
Em 2008, foi inaugurado o Centro Integrado de Pesquisa em Controle e Automação (CIPECA) do Campus Cornélio Procópio, com área de 342 m2, dividido em salas para professores pesquisadores, laboratórios para desenvolvimento de atividades experimentais, sala de estudos, laboratório de informática e sala de reuniões, além de ambientes para administração, secretária e almoxarifado. O objetivo do CIPECA é apoiar a realização de pesquisa de alto nível de excelência por meio da oferta de infra-estrutura para que pesquisadores possam desenvolver projetos nas linhas de acionamentos eletro-eletrônicos e controle e automação de sistemas.
Em 2009, a Proposta de Criação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica – Mestrado (PPGEE) do Campus Cornélio Procópio foi aprovado pelo COEPP, Resolução nº 006/09 de 13 de março de 2009. O projeto desse programa de pós-graduação stricto sensu é resultado da articulação entre pesquisadores dos grupos de pesquisa, apoiados pela infra-estrutura adequada (CIPECA) e com base no corpo docente qualificado existente. A proposta foi enviada à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em 08 de abril de 2009.

 

Objetivo do Programa

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) tem como objetivo principal fomentar a qualificação de engenheiros eletricistas e áreas afins, formando recursos humanos capazes de promoverem o desenvolvimento científico e tecnológico voltado às necessidades das empresas e da sociedade. Assim, o PPGEE prima pelo desenvolvimento de atividades que incentivem a geração e a disseminação de conhecimento científico-tecnológico na área de Sistemas Eletrônicos Industriais, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida regional.

Perfil do Profissional a ser Formado

O programa de Pós Graduação em Engenharia Elétrica visa formar profissionais na área, com elevado senso crítico e de criação, aliado a uma alta capacidade em desenvolver novas tecnologias e inseri-las no setor produtivo. Além disso, o profissional criará soluções tecnológicas pertinentes a um contexto de inovação, compatíveis com um desenvolvimento sustentável, em consonância com as especificidades regionais, de forma a contribuir para o seu desenvolvimento econômico e social. O pós-graduado será capaz de difundir o conhecimento científico e novas tecnologias na área de Engenharia Elétrica, bem como adaptar-se a elas com agilidade.

 

Linhas de Pesquisa do Mestrado

Área de Concentração
Sistemas Eletrônicos Industriais
A área de concentração Sistemas Eletrônicos Industriais tem por objetivo geral a formação especializada de profissionais envolvendo e integrando a modelagem, simulação, implementação e construção de sistemas voltados a aplicações industriais. Esta área de concentração visa fornecer aos graduados em nível superior, uma especialização necessária para pesquisa e inovação tecnológica que propiciem projetar, integrar, analisar, modelar, identificar e controlar sistemas eletrônicos industriais.

Linhas de Pesquisa
Acionamentos Eletroeletrônicos
A linha de pesquisa Acionamentos Eletro-Eletrônicos está relacionada às questões de conversão eletro-mecânica de energia, chaveamento eletrônico, modelagem e simulação de processos industriais. Cria-se assim um vínculo entre os diversos processos produtivos regionais, alavancando o desenvolvimento no Norte do Paraná, e a formação de pesquisadores com destacada atuação nos pólos industriais.
Controle e Automação de Sistemas
A linha de pesquisa Controle e Automação de Sistemas tem por finalidade pesquisa, projeto, desenvolvimento, implementação, caracterização, avaliação de desempenho e manutenção de sistemas de automação industrial, tais como sistemas flexíveis de manufatura, robótica, sistemas distribuídos de controle digital, modelagem e simulação de processos industriais, sistemas embarcados e desenvolvimento e melhoria de métodos de fabricação.

 

Corpo Docente

COMPOSIÇÃO DOCENTE-ORIENTADOR POR LINHA DE PESQUISA

 

Acionamentos Eletroeletrônicos

Alessandro Goedtel

Marcelo Favoretto Castoldi

Fábio Renan Durand

Leonardo Poltronieri Sampaio

Sérgio Augusto Oliveira da Silva

 

Controle e Automação de Sistemas

Alessandro do Nascimento Vargas

Cristiano Marcos Agulhari

Paulo Rogério Scalassara

 

 

DOUTORADO

Sobre o Doutorado em Engenharia Elétrica

Em Agosto de 2016, iniciou a 1ª. turma do Doutorado em Engenharia Elétrica, sendo este um curso oferecido simultaneamente nos campi da UTFPR-Cornélio Procópio e da UEL-Londrina. O Doutorado é oferecido oficialmente pelo "Programa de Pós-Graduação Associado em Engenharia Elétrica UEL/UTFPR-CP".


Objetivo do Doutorado

  • Capacitar profissionais de Engenharia Elétrica e áreas afins para atuarem como pesquisadores, profissionais altamente qualificados e docentes em instituições públicas e privadas na área de Engenharia Elétrica;
  • Contribuir para o desenvolvimento e inovação tecnológicos regional e nacional na área de Engenharia Elétrica.

Vagas: 06 (seis) vagas na Sede UTFPR-CP e 06 (seis) vagas na Sede UEL-Londrina. Total: 12 vagas. Entrada semestral e/ou anual.


Nome da área de concentração: Sistemas Eletrônicos

Descrição:  O  Programa  de  Pós-Graduação  em  Associação  em  Engenharia  Elétrica  da  Universidade Estadual  de  Londrina  /  Universidade  Tecnológica  Federal  do  Paraná  –  Campus  Cornélio  Procópio  (UEL/UTFPR-CP) está organizado através de uma única área de concentração denominada Sistemas Eletrônicos e duas linhas de Pesquisa:

  1. Modelagem, Simulação e Implementação de Sistemas (MSI);  
  2. Processamento e Conversão de Energia (PCE).

Detalhes adicionais

O Doutorado  em  Engenharia  Elétrica é oferecido  em  Associação, envolvendo  os  programas  de  pós-graduação  em  Engenharia  Elétrica  da  Universidade  Estadual  de Londrina  (UEL)  e  da  Universidade  Tecnológica  Federal  do  Paraná  –  Campus Cornélio Procópio (UTFPR-CP).

A Associação está alicerçada no equilíbrio de responsabilidades entre as duas instituições. Assim, em relação  à  administração,  a  mesma  terá  duas  sedes  simultâneas;  a  saber:  em  Londrina  (UEL)  e  em Cornélio  Procópio  (UTFPR).  No  contexto  do  Programa  de  Doutorado  Associado  UEL/UTFP-CP,  o candidato ao título de doutor, após seleção, será designado a uma ou outra Sede, de tal sorte que sua matrícula, e toda sua documentação, estará vinculado àquela Sede.  A  administração  do  Programa  Associado  será  exercida  de  modo  alternado  e  complementar,  com mandato de 02 (dois) anos para o Coordenador de uma Sede e Vice-Coordenador da outra Sede. Cada Sede  terá  sua  própria  secretaria,  documentação  e  sistema  de  matrículas,  gerenciamento de acadêmico, etc. Informações e resultados relevantes relativos ao desenvolvimento das atividades em ambas as Sedes serão atualizadas continuamente nas respectivas secretarias, bem como no Sistema Coleta-Sucupira da CAPES. Um exemplar de cada Tese defendida será disponibilizada nas Sedes da UEL e UTFPR-CP.

O corpo docente que atua no Doutorado é constituído por professores que trabalham em regime de dedicação exclusiva, possuindo no mínimo o título de Doutor.


  • HISTÓRICO DO CURSO

     

    O PPGEE-CP

     

    Em 2009, a proposta de criação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE-CP), em  nível  de  Mestrado,  foi  aprovado  pelo  COEPP,  Resolução  no.  006/09  de  13  de  março  de  2009. Esse projeto é resultado da articulação entre pesquisadores dos grupos de pesquisa, apoiados pela infraestrutura adequada (CIPECA) e com base no corpo docente qualificado existente.  Nesse mesmo ano de 2009, foi inaugurado o Centro de Experimentação Ninho de Pardais (NIPAR), o qual  foi  construído  com  recursos  provenientes  do  FINEP,  chamada  pública  05/2005,  a  qual  visou fomentar uma maior interação do ensino médio com os cursos superiores na área tecnológica, em especial  da  engenharia.  A  ideia  aplicada  no  projeto  é  a  realização  de  oficinas  de  robótica  com estudantes de ensino médio para os iniciar em desafios tecnológicos e atrair novos talentos para a área.  Além  de  um  projeto  de  extensão,  objetivou-se  desenvolver  um  polo  de  pesquisa  de metodologias  inovadoras  de  ensino-aprendizagem  na  área  tecnológica  e  implementar  a  linha  de pesquisa de sistemas embarcados no Câmpus. Atualmente, o NIPAR é considerado como parte da infraestrutura do PPGEE-CP e serve de base para desenvolvimento de diversos projetos em níveis técnico, graduação e mestrado.  
    Dentre as grandes conquistas realizadas nos últimos anos no Câmpus Cornélio Procópio destacam-se:  as  contratações  de  pessoal  e  a  realização  de  obras  com  o  apoio  do  Governo  Federal  pelo Programa  REUNI,  tais  como:  a  contratação  de  novos  professores  e  técnicos  administrativos; construção  dos  novos  blocos  para  acomodar  os  cursos  Engenharia  de  Computação,  Controle  e Automação  e  Eletrônica;  compra  de  equipamentos  para  implantação  de  novos  laboratórios  e reestruturação  dos  laboratórios  existentes  e  aquisição  de  livros;  climatização  de  diversos ambientes;  ampliação  dos  ambientes  desportivos;  inauguração  do  Restaurante  Universitário  e implantação  dos  programas  de  assistência  estudantil  e  construção  de  passarelas  interligando  os ambientes educacionais.  
    A  partir  de  2013,  iniciou-se  a  construção  de  um  novo  bloco  de  quatro  andares,  que  contará  com salas  para  professores  e  salas  de  aula,  além  de  uma  área  para  uma  nova  biblioteca,  muito  mais ampla  do  que  a  atual.  Após  essa  etapa,  um  novo  bloco  será  construído  para  abrigar  o  curso  de Engenharia Eletrônica e para novos laboratórios didáticos e de pesquisa. As obras iniciar-se-ão no segundo semestre de 2015.  
    Especificamente, para o PPGEE-CP, em 2013, foram inaugurados mais 320 m2 de área no CIPECA, aumentando  a  capacidade  de  alocação  de  pesquisas  e  alunos.  Com  isso,  foi  possível  melhorar  a estrutura  disponível  e  a  nova  configuração  conta  com:  Laboratório  de  Eletrônica  de  Potência, Qualidade  de  Energia  e  Energias  Renováveis  (LEPQER),  Laboratório  de  Sistemas  Inteligentes  (LSI), Laboratório de Computação (LCOMP), Laboratório de Controle e Otimização de Sistemas (LACOS), Laboratório  de  Automação  e  Controle  de  Processos  (LACOP),  Laboratório  de  Processamento  de Sinais e Aplicações (LPSA) e Laboratório de Prototipação (LPROT). O PPGEE iniciou suas atividades em 2010 e conta, no atual quadriênio de avaliação (2013-2016), com 14 dissertações defendidas, 99 artigos em congresso publicado pelos seus pesquisadores, 33 artigos em periódicos, 5 pedidos de patentes protocolados, 01 livro completo e 02 capítulos em livro, 15 projetos com apoio de agências de  fomento  e  três  bolsistas  produtividade,  sendo  dois  PQ2 e um  DT2,  CNPq.

    UEL-LONDRINA

    A  cidade  de  Londrina  é  um  pólo  regional  do  nordeste  do  Paraná  que  atinge  uma  região  de aproximadamente  4,5  milhões  de  habitantes,  abrangendo  diretamente  60  municípios  e indiretamente 136, localizados nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Nas regiões próximas  deste  pólo  há  uma  reduzida  oferta  de  cursos  de  pós-graduação  e  de  especialização em Engenharia  Elétrica  e  áreas  afins.  Os  programas  de  Doutorado  em  Engenharia  Elétrica  mais próximos são oferecidos nas cidades de Curitiba (distante 380 km de Londrina), São Carlos SP (450 km), Campinas SP (520 km), São Paulo SP (530 km) e Ilha Solteira SP (390 km).  De  fato,  a  inexistência  de  um  programa  de  Mestrado  acadêmico  em  Engenharia  Elétrica  a  uma distância  menor  que  380  km  da  cidade  de  Londrina  até  muito  recentemente  obrigava  muitos estudantes a buscarem capacitação, principalmente, nos centros acima citados. Isto colaborava em grande parte para a inexistência do profissional qualificado na região, fator este que vinha limitando decisivamente os investimentos das empresas que necessitam destes profissionais. Atentos a este problema, e atendendo à solicitação principalmente de profissionais de empresas da região que buscavam uma melhor qualificação, foi criado na Universidade Estadual de Londrina o curso de Mestrado stricto sensu em Engenharia Elétrica, com o ingresso da primeira turma realizado em  março  de  2002.  O  curso  de  Mestrado  foi  concebido  em  função  da  bagagem  de  pesquisa  e formação  acadêmica  dos  docentes  associados  ao  Depto  Eng.  Elétrica  da  UEL  (DEEL)  naquele momento. Naquele contexto, foram identificados atividades de pesquisa e orientação na graduação em  quatro  sub-áreas:  a)  Instrumentação  Eletrônica  e  Biomédica,  b)  Automação  e  Controle,  c) Eletrônica de Potência e Qualidade de Energia Elétrica; e d) Telecomunicações. Naquele  momento,  todas  estas  frentes  de  pesquisa  e  de  orientação  ainda  em  estágio  inicial  de desenvolvimento  puderam  ser  estruturadas  em  torno  de  uma  única  Linha  de  Pesquisa  que  deu origem à linha do programa: Modelagem, Simulação e Implementação de Sistemas. O PPG-EE-UEL está inserido na área de concentração de Sistemas Eletrônicos. 
    Desde  sua  fundação,  o  PPG-EE-UEL  tem  procurado  atender  a  uma  demanda  típica  da  região  do norte  do  Paraná  e  sul  de  São  Paulo,  a  qual  enseja  a  formação  de  mão-de-obra  qualificada  para  o  setor tecnológico desta região com taxa de crescimento elevado e simultaneamente tem procurado formar  docentes-pesquisadores  para  atuarem  em  instituições superiores  de  ensino  e  pesquisa, atualmente, também, exibindo elevada demanda devido à expansão de vagas neste setor. 
    O  foco  do  PPG-EE-UEL  nos  últimos  anos  foi  a  consolidação  do  Programa  de  Mestrado,  o  qual culminou com a elevação do conceito para 4 no última Avaliação Trienal (2010-2012) junto à CAPES. Nesta  fase,  o  corpo  docente  e  discente  procurou  expandir  o  número  de  projetos  financiados  e fortalecer/consolidar  as  linhas  de  pesquisa  associadas  ao  programa.  O  crescimento  e  o fortalecimento  das  linhas  de  pesquisa  recebeu  especial  atenção  nos  últimos  anos,  de  forma  a transformá-las em linhas de pesquisa autônomas e bem estruturadas, com a identificação de várias redes de pesquisas associadas. Atualmente, os profissionais do programa estão focados nesta meta, trabalhando arduamente no crescimento e consolidação do produção científica, no crescimento do alcance dos projetos desenvolvidos, bem como na obtenção e ampliação dos recursos financeiros captados,  visando  o  desenvolvimento  de  projetos  de  pesquisa  da  formação  discente  e  da  infra-estrutura. 
    Neste sentido, nos últimos quatro anos a produção científica e tecnológica dos grupos de pesquisa associados  experimentou  um  crescimento  consistente,  bem  como  a  efetivação  de  parcerias  com pesquisadores  de  outras  instituições  e  de  empresas  da  região  ou  mesmo  transnacionais  tem  se consolidado, proporcionando o estabelecimento de várias redes de pesquisa.


 

Linhas de Pesquisa

1: MODELAGEM, SIMULAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS (MSI)

Área relacionada: Sistemas Eletrônicos

Descrição: A linha de pesquisa Modelagem, Simulação e Implementação de Sistemas se desenvolve a partir de diferentes abordagens em sistemas eletrônicos:

a) Sistemas de Telecomunicações e comunicação de dados.

b) Automação, Instrumentação Industrial, Controle e Robótica.

c) Processamento de Sinais aplicado;

2: PROCESSAMENTO E CONVERSÃO DE ENERGIA (PCE):

Área relacionada: Sistemas Eletrônicos

Descrição: A linha de pesquisa Processamento e Conversão de Energia se desenvolve a partir de duas abordagens em sistemas eletrônicos:

a) Processamento de Energia

b) Conversão de energia

Linhas de Pesquisa do Doutorado

Programa de Doutorado Associado UEL/UTFPR-CP em Engenharia Elétrica

Área de concentração: Sistemas Eletrônicos

Linha de pesquisa: Modelagem, Simulação e Implementação de Sistemas
 
  1. Telecomunicações: Novos  métodos  em  sistemas  de comunicação, incluindo sistemas ópticos, wireless; provas de conceito  em  sistemas  de  comunicação  e  processamento  de sinais aplicado; métodos de diversidade; alocação de recursos em  redes  de comunicação;  comunicações  por  espalhamento espectral  e  divisão  por  frequência  ortogonal; modelagem  de sistemas de  comunicações. Sistemas  eficientes  energética  e espectralmente. Transmissão  de  dados,  protocolos  de  redes, arquitetura, topologia  e  segurança  de  redes,  redes  sem  fio, engenharia  de  tráfego,  redes  locais,  redes  de  banda  larga, aplicações multimídia em redes e sistemas de informação em redes.
  2.  Automação,  Instrumentação  Industrial,  Controle  e Robótica:  Sistemas de medição diversos. Robótica e sistemas de  navegação  remotos.  Desenvolvimento  de  sistemas  de monitoramento  de  grandezas  agro-meteorológicas  mais exatos, operação remota e competitivos. Desenvolvimento de instrumentos  portáteis  para:  a)  quantificação  de  substâncias físico-químicas  em  meio  sólido,  líquido  e  gasoso;  b) novos padrões de  detecção  de  adulteração  no  leite e  derivados;  c) sistema  de  monitoramento  de  vibrações  em  linhas  de transmissão  (LTs)  aéreas,  para  auxiliar  na  manutenção preditiva dos sistemas elétricos.

Área de concentração: Sistemas Eletrônicos

Linha de pesquisa: Processamento e Conversão de Energia
Descrição:
  1. Processamento de energia: Novas metodologias aplicáveis ao  planejamento e operação otimizada dos sistemas elétricos, fluxo de potência para sistemas de transmissão e de distribuição de energia, análises de contingências e de confiabilidade das redes elétricas, impacto da geração distribuída nas redes elétricas, tecnologias inteligentes (Smart Grid) condicionadores ativos para o aumento da qualidade de energia e utilização de fontes renováveis.
  2. Conversão  de  energia:  Desenvolvimento  de  novas técnicas  de  controle  e  acionamento  de  máquinas  elétricas visando   aumentar   os   seus   desempenhos   estáticos   e dinâmicos.  Dentro  do  contexto  do  uso  racional  de  energia estão  envolvidos  aspectos  relacionados à  tecnologia  de produto,  processos  produtivos,  manutenção  preditiva  e  uso racional  de  recursos  naturais.  Com  relação  à  utilização  de fontes  renováveis  de  energia,  esta  linha  de  pesquisa  busca também  o  estudo  e  aplicação  de  novas  técnicas  e  métodos voltadas    para    o    aproveitamento    da    máxima potência/eficiência  dos  sistemas  envolvendo  a  geração  de energia a partir das fontes renováveis.

 

COMPOSIÇÃO DOCENTE-ORIENTADOR POR LINHA DE PESQUISA

Linha: Modelagem, Simulação e Implementação de Sistemas (MSI)

1. FÁBIO RENAN DURAND (Eng. Elétrica, UTFPR-CP)

2. JOSE ALEXANDRE DE FRANÇA (Eng. Elétrica, UEL)

3. LEONIMER FLÁVIO DE MELO (Eng. Elétrica, UEL)

4. MARIO LEMES PROENÇA JR. (Ciência da Computação, UEL)

5. TAUFIK ABRÃO (Eng. Elétrica, UEL)

Linha: Processamento e Conversão de Energia (PCE)

1. ALESSANDRO DO NASCIMENTO VARGAS (Eng. Elétrica, UTFPR-CP)

2. ALESSANDRO GOEDTEL (Eng. Elétrica, UTFPR-CP)

3. LEONARDO POLTRONIERI SAMPAIO (Eng. Elétrica, UTFPR-CP)

4. LUIS ALFONSO GALLEGO PAREJA (Eng. Elétrica, UEL)

5. SÉRGIO AUGUSTO OLIVEIRA DA SILVA (Eng. Elétrica, UTFPR-CP)

 


 DISCIPLINAS

    • Todos os alunos do Doutorado devem cumprir, obrigatoriamente, no mínimo 36 créditos em disciplinas

Oferta de disciplinas do Doutorado: (Disciplinas)

 

RESUMO: DISTRIBUIÇÃO DAS DISCIPLINAS


a. Regime de oferta das Disciplinas: Semestral
b. Total de Créditos Oferecidos em Disciplinas (Núcleo Obrigatório): 34 cr (495 h)
Mínimo exigido: de 15 créditos (225 h): 
c. Total de Créditos Oferecidos em Disciplinas (Núcleo Complementar): 60 cr (900 h)
Mínimo exigido: de 21 créditos (315 h): 
d. Distribuição de Disciplinas
Disciplinas de 03 créditos (45 h): 
• 09 disciplinas obrigatórias (oferecidas anualmente) 
• 16 disciplinas complementares (oferecidas pelo menos bianualmente); 
Disciplinas de 02 créditos (30 h): 01 obrigatória (oferecida anualmente) 
Disciplinas de 01 crédito (15 h): 02 obrigatórias (oferecidas anualmente) 
Desenvolvimento de Tese (obrigatório)
• Total de 68 créditos (Sede UEL) ou 1020 h (Sede UTFPR-CP): 
• Tese I a III, 06 créditos (ou 90 h) 
• Tese IV a VIII, 10 créditos (ou 150 h)