Você está aqui: Página Inicial > Sobre
conteúdo

O Programa

por admin publicado 02/02/2017 08h58, última modificação 19/02/2019 14h19

A economia da região Oeste do Paraná está fortemente baseada na agricultura, com especial destaque à produção de grãos (principalmente soja e milho, que somaram em 2012, aproximadamente 6 milhões de toneladas produzidas) e criação de suínos (2,6 milhões de cabeças em 2012), bovinos (1,17 milhões de cabeças em 2012) e aves (aproximadamente 75 milhões de cabeças em 2012), assim como a industrialização destes e de seus derivados, sendo que em 2011, o valor adicionado bruto da indústria foi de cerca de 7,73 bilhões de reais. Marcada pela presença da pequena e média propriedade rural, a base econômica da maioria dos municípios vem da produção agrícola, sendo que grande parte desta produção é industrializada na própria região e o excedente, assim como culturas alternativas, são escoadas de forma in natura para outras regiões do país ou mesmo para exportação (o que ocorre com grande parte da produção de soja). Devido a característica de economia familiar agrícola a produção de bovinos, suínos e aves aumentaram consideravelmente nos últimos anos devido o apoio de empresas que se instalaram na região com o objetivo de processar e industrializar produtos como a soja, o milho, a carne, o leite e seus derivados.

Com o sucesso destas indústrias, advindo especialmente na produção voltada para exportação dos produtos industrializados, surge uma necessidade constante do aumento da capacidade de produção e, por conseguinte da produção agrícola e agropecuária. Para isso, avanços tecnológicos precisam ser desenvolvidos, e para que isso ocorra, há necessidade de envolvimento de diferentes naturezas com complexidades crescentes, muitas vezes decorrentes do próprio avanço dos conhecimentos científicos e tecnológicos, baseados em um bem comum que neste caso é notadamente relacionado a diferentes disciplinas que pedem diálogo não só de contextos próximos, mas dentro de áreas do conhecimento que envolve disciplinas diferentes e saberes disciplinares e não disciplinares.

Deste modo, é aparente a necessidade de oferta de programas de pós-graduação, como o de Tecnologias Computacionais para o Agronegócio na área interdisciplinar para atender a demanda de pessoal qualificado para atuarem tanto na inovação de técnicas, produtos e pesquisas voltadas para produção agrícola, quanto aplicadas na agroindústria. O curso que se está propondo prevê novas formas de produção de conhecimento que tomam como objeto de estudo as situações que se colocam entre fronteiras disciplinares e que tornam necessárias discussões entre disciplinas e além destas, contando com a integração de discentes e docentes das diversas áreas contempladas nas linhas de pesquisa.

Pesquisas relacionadas a Agricultura de Precisão são importantes para manutenção e ampliação da atividade agrícola desenvolvida na região, podendo-se projetar e construir máquinas, equipamentos e software capazes de auxiliar no processo de produção, aumentando-se a produtividade, reduzindo-se os custos e otimizando a aplicação de insumos. Além disso, com uso da estatística e geoestatística aplicada a dados agrícolas e industriais, poderão ser importantes para avaliação da variabilidade espacial das áreas produtoras, bem como para elaborar projetos para aplicação de políticas públicas na região.

Além disso, tem-se em mente que se deve manter uma boa relação entre a produção e o meio ambiente, sendo necessários profissionais qualificados e o desenvolvimento de tecnologias de controle e monitoramento dos impactos causados tanto pela indústria, por meio de seus resíduos industriais, como pela produção agrícola, que atualmente é considerada a maior fonte de poluição das águas.

Na indústria, deverão ser desenvolvidos modelos de simulação visando a otimização de processos produtivos, dando suporte para organização e gerenciamento de linhas de produção. Além disso, poderão ser desenvolvidos e modelados projetos de peças e equipamentos visando aumento da produtividade, segurança, controle em processos de produção e a qualidade dos produtos, considerando aspectos de higiene e boas práticas de fabricação.

Tópicos de Inteligência computacional, mineração de dados e processamento de imagens deverão ser utilizados para o desenvolvimento de pesquisas aplicadas tanto na indústria como na produção agrícola.

Na atual conjuntura regional, verifica-se um campo promissor para o desenvolvimento de projetos de pesquisas interdisciplinares, envolvendo as áreas agrícola e agroindustrial à computação, que atuarão de forma integradora, buscando entrelaçar o conhecimento disciplinar de cada área de forma colaborativa para o desenvolvimento e aplicação de tecnologias computacionais nestes segmentos.

Estas pesquisas, que tem como objetivo a solução de problemas complexos interdisciplinares por meio de diferentes concepções, em que deverão ser fomentadas pela formação de recursos humanos qualificados oriundos do futuro Programa de Mestrado em Tecnologias Computacionais para o Agronegócio, de forma que possam contribuir para a geração de novos conhecimentos. Além de formar profissionais com um perfil distinto dos existentes, com formação básica sólida e integradora, com papel estratégico de estabelecer a relação entre saberes e propor o encontro teórico e prático destes, a fim de oferecer respostas aos desafios do saber complexo.

Extrapolando o pensamento estritamente disciplinar, busca-se ampliar o campo da ciência moderna, buscando novas formas de produção de conhecimento, enriquecendo-os com novas estratégias, as quais rompem as fronteiras relacionadas a disciplinas da computação e das relacionadas a produção agrícola e agroindustrial focos deste Programa de Mestrado em Tecnologias Computacionais para o Agronegócio, e que convergem, contribuindo para os avanços nas fronteiras da ciência e da tecnologia. Para o sucesso deste programa, busca-se integrar a áreas para que convirja de forma espontânea, dando origem a inovação tecnológica para os segmentos envolvidos.

Para que se tenha garantido sucesso do Programa de Mestrado em Tecnologias Computacionais para o Agronegócio, verificou-se a necessidade de corpo docente qualificado em áreas correlatas a computação, mas intimamente relacionadas ao contexto regional, referente a produção agrícola e a agroindústria, tais como as áreas ambiental, solos, alimentos, estatística, genética e automação, fazendo com que se confirme a interdisciplinaridade do programa caracterizado por objetivos focados nas áreas agrícola e agroindustrial onde a computação é perfeitamente inserida. Tem-se a perspectiva de ampliar a base do conhecimento visando aprofundar os processos de cooperação produtivos prevendo-se a cooperação entre professores das diversas áreas com objetivos comuns e que atuem além dos limites de suas respectivas áreas de forma integradora.

 

Área de Concentração

Tecnologias computacionais aplicadas à produção agrícola e agroindústria

Considerando o aspecto regional fortemente agrícola e intimamente ligado a agroindústrias, verifica-se a importância do desenvolvimento de pesquisas que visam aumentar a eficiência produtiva das áreas produtoras com mínimo impacto ambiental, automatizar e viabilizar processos produtivos, assim como controlar a qualidade dos produtos por meio de tecnologias computacionais aplicadas. Neste sentido, a formação de profissionais com com formação interdisciplinar relacionada a atividade agrícola, agroindústria e computação é de suma importância para produção de inovações tecnológicas capazes de tornar o país mais competitivo e referência mundial no desenvolvimento de novas tecnologias.

Busca-se integrar a computação com outras áreas do conhecimento para permitir o desenvolvimento tecnológico e científico na região. A área de concentração em Tecnologias aplicadas à produção agrícola e agroindústria, objetiva a transferência de tecnologia para os setores agrícola e agroindustrial, com o aproveitamento das idéias advindas da academia e sua aplicação a casos concretos oriundos de demandas desses setores.

Neste contexto, busca-se conciliar o crescimento do conhecimento à formação de recursos humanos com alto nível técnico e interdisciplinar, imprescindível para o desenvolvimento sustentável.

 

Linhas de Pesquisa