Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado - Aline Cristina de Souza Folloni
conteúdo

Mestrado - Aline Cristina de Souza Folloni

por dirppg-ct publicado 04/09/2020 08h36, última modificação 04/09/2020 08h36
Discurso Polêmico em Mídias Digitais: uma análise dialógica de arenas discursivas
Quando
30/09/2020
de 14h30 até 17h30
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Via videoconferência
Pessoa de contato
Profa. Nívea Rohling, Dra.
Participantes
Orientador(a): Profa. Nívea Rohling, Dra. UTFPR
Banca examinadora:
Presidente: Profa. Nívea Rohling, Dra. - UTFPR
Prof. Evandro de Melo Catelão, Dr. - UTFPR
Prof. Atílio Butturi Junior, Dr. - UFSC
Examinador Suplente: Profa. Ana Paula Pinheiro da Silveira, Dra. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Este trabalho tem como objetivo geral compreender e descrever os modos de construção, produção e circulação do discurso polêmico em propagandas produzidas em mídia digital. Para tanto, foram estabelecidos os seguintes objetivos específicos: a) identificar, descrever e analisar o discurso polêmico em propagandas em mídia digital, mais especificamente nas principais redes sociais, YouTube, Twitter, Facebook e Instagram; b) observar e descrever os espaços/mídias em que circulam tal discurso (redes sociais), bem como seu papel na construção do discurso polêmico; c) reconhecer e analisar o papel dos enunciadores na ampliação, na reacentuação ou na contraposição do discurso polêmico; e, por fim, d) identificar e analisar o papel das hashtags na ampliação do discurso polêmico. Desse modo, fundamentando-se teórica e metodologicamente na Concepção Dialógica de Linguagem, do Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 1993 [1965]; BAKHTIN, 2008 [1963]; BAKHTIN, 2010 [1920]; BAKHTIN, 2015 [1930]; BAKHTIN, 2016 [1978]; MEDVIÉDEV, 2012 [1928]; VOLOCHÍNOV, 2013 [1930]), busca-se elucidar conceitos no tocante à linguagem, ao discurso e ao enunciado e assume como perspectiva analítica a Análise Dialógica do Discurso (ADD) com base em Brait (2006); Rohling (2012; 2014) Acosta Pereira (2012) e Rodrigues (2005) e no Método Sociológico de Estudo da Linguagem (MEDVIÉDEV, 2012 [1929]; VOLOCHINÓV, 2018 [1929]). No que diz respeito ao discurso polêmico, parte-se dos estudos desenvolvidos pela pesquisadora francesa Ruth Amossy (2010; 2012; 2014; 2017), cujos trabalhos aprofundam-se acerca da natureza da polêmica da arte da argumentação e da retórica. Sendo assim, esta pesquisa delineia-se a partir da materialização do discurso polêmico em três propagandas na cultura digital, publicadas na plataforma do YouTube e reverberadas em outras redes sociais, pelos próprios usuários da rede, por meio do endosso de uma opinião acerca do debate gerado com a divulgação da peça publicitária. A pertinência deste estudo reside no enfoque dado às práticas discursivas hipersemiotizadas e produzidas nessa e para esta cultura digital. Além disso, mostra-se também relevante uma vez que revisita o conceito de polêmica, resgatando-o, desde as raízes aristotélicas até as tradicionais acepções de Perelman e Olbrechts-Tyteca, para atualizá-lo no espaço da cibercultura. E, finalmente, esta pesquisa possibilita a ampliação das discussões propostas por Amossy em terras brasileiras, no que toca à arte de polemizar em prol de uma democracia mais plural.
Palavras-chave: Linguagem. Discurso Polêmico. Propagandas.

Polemical discourse on the social media: a dialogical interaction analysis in discursive arenas
Abstract: This paper carries out a Dialogic Conception of Language investigation in order to understand and to describe how the polemical discourse is constructed, produced and worked in advertisements produced in digital media. To this end, the following specific objectives have been established: a) to identify, describe and analyze the polemical discourse in digital media advertisements, more specifically on YouTube, Twitter, Facebook, and Instagram; b) to observe and describe the spaces/media in which such discourse circulates (social medias), as well as its role in the construction of the polemical discourse; c) to recognize and analyze the role of enunciators in the expansion, in the re-emphasization or in the contraposition of the polemical discourse; and, finally, d) to identify and analyze the role of hashtags in the expansion of the polemical discourse. Thus, relying theoretically and methodologically on the Dialogic Conception of Language of the Bakhtin Circle (BAKHTIN, 1993 [1965]; BAKHTIN, 2008 [1963]; BAKHTIN, 2010 [1920]; BAKHTIN, 2015 [1930]; BAKHTIN, 2016 [1978]; MEDVIÉDEV, 2012 [1928]; VOLOCHÍNOV, 2013 [1930]), seeks to elucidate concepts regarding language, discourse and enunciation and assumes as analytical perspective the Dialogical Analysis of Discourse (ADD) based on Brait (2006); Rohling (2012; 2014) Acosta Pereira (2012) e Rodrigues (2005) e no Método Sociológico de Estudo da Linguagem (MEDVIÉDEV, 2012 [1929]; VOLOCHINÓV, 2018 [1929]). With regard to the controversial discourse, we start from the studies developed by the French researcher Ruth Amossy (2010; 2012; 2014; 2017), whose works deepen on the nature of the polemic of the art of argumentation and rhetoric. Thus, this research is delineated from the materialization of the controversial discourse in advertisements in digital culture, published on the YouTube platform and forwarded to other social medias, by the network users themselves, through the endorsement of an opinion about the debate generated by the dissemination of the advertising piece. The relevance of this study lies in the focus given to hypersemiotized discursive practices and produced in and for this digital culture. In addition, it is also relevant since it revisits the concept of polemics, rescuing it, from the Aristotelian roots to the traditional meanings of Perelman and Olbrechts-Tyteca, to update it in the cyberculture space. And, finally, this research allows the expansion of the discussions proposed by Amossy in Brazilian lands, regarding the art of polemizing in favor of a more plural democracy.
Keywords: Language. Polemical Discourse. Advertisements.

Lista de publicações:
Não há.

Obs: Esta defesa será realizada exclusivamente através de videoconferência, caso tenha interesse em acompanhar, entre em contato com o orientador com pelo menos 24 horas de antecedência da data de realização.