Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado - Débora Gisele Gulak de Andrade
conteúdo

Mestrado - Débora Gisele Gulak de Andrade

por dirppg-ct publicado 19/10/2020 08h56, última modificação 19/10/2020 08h56
Viver "à margem": as representações do (não) morar nas crônicas-reportagem de Eliane Brum
Quando
17/11/2020
de 13h00 até 16h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Via videoconferência
Pessoa de contato
Profa. Naira de Almeida Nascimento, Dra.- UTFPR
Participantes
Orientador(a): Profa. Naira de Almeida Nascimento, Dra.- UTFPR
Banca examinadora:
Presidente: Profa. Naira de Almeida Nascimento, Dra.- UTFPR
Prof. Cristiano de Sales, Dr. - UTFPR
Prof. Benito Martinez Rodriguez, Dr.- UFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Este trabalho tem por objetivo principal analisar representações relacionadas ao tema da moradia em crônicas-reportagem da autora Eliane Brum. Para isso, busca-se, a fim de estabelecer comparações, a observação da temática em textos ficcionais de outros autores, partindo-se do contexto do final do século XIX e início do XX, momento em que a expansão das cidades exige mudanças relacionadas à infraestrutura dos centros urbanos e coloca em evidência as desigualdades sociais. Nas crônicas de Eliane Brum, publicadas ao fim do século XX e início do XXI, verifica-se os procedimentos de escrita adotados pela autora a fim de atrair o leitor para perceber o desamparo dos que vivem em condições precárias de habitação ou são moradores de rua. Como suporte teórico, utilizaram-se conceitos relacionados à modernidade oitocentista e acerca da modernidade "líquida". A esse respeito, foram consultadas as obras dos autores: Zygmunt Bauman, Marshall Berman e Renato Ortiz. Contextualiza-se o início da República no Brasil, através dos estudos de Nicolau Sevcenko, Lilia Moritz Schwarcz, Flora Süssekind, Beatriz Resende e Cristiane Costa. Os aspectos composicionais relacionados à crônica-reportagem e as aproximações entre literatura e jornalismo são desenvolvidos por meio de pesquisas de Rildo Cosson, Antonio Candido, José Marques de Melo, Marcelo Coelho e Luiz Carlos Simon. Em relação à implantação da hidrelétrica de Belo Monte, que levou à expulsão de ribeirinhos do Vale do Xingu, o estudo de Maíra Borges Fainguelernt deu suporte ao trabalho. Nas crônicas de Eliane Brum analisadas, há a crítica sobre a violência com que as ações para implantar a usina foram efetuadas. A autora emprega como estratégias de escrita recursos comuns à literatura─ imagens poéticas, metáforas, intertextualidade─, além de procedimentos narrativos que colocam em evidência o indivíduo e sua história, como as descrições relacionadas ao seu ambiente. Assim sendo, a escrita possui a função de manter a memória sobre como era morar no Xingu e denuncia a destruição ocorrida, busca-se a sensibilização para os fatos na valorização estética.
Palavras-chave: Moradia. Modernidade. Progresso. Memória.

Living on the fringe: the representations of (not) living in Eliane Brumʼs chronicles-reporting
Abstract: The main objective of this work is to analyze representations related to the theme of housing in chronicles-reporting by the author Eliane Brum. For this purpose, in order to establish comparisons, the observation of the theme in fictional texts by other authors is sought, starting from the context of the late 19th and early 20th centuries, when the expansion of cities requires changes related to the infrastructure of urban and local centers highlighting social inequalities. In the chronicles of Eliane Brum, published at the end of the 20th century and the beginning of the 21st, the writing procedures adopted by the author are verified in order to attract the reader to perceive the helplessness of those who live in precarious housing conditions or are homeless. As theoretical support, concepts related to nineteenth-century modernity and about "liquid" modernity were used. In this regard, the following authors were consulted: Zygmunt Bauman, Marshall Berman and Renato Ortiz. The beginning of the Republic in Brazil is contextualized, through the studies of Nicolau Sevcenko, Lilia Moritz Schwarcz, Flora Süssekind, Beatriz Resende and Cristiane Costa. The compositional aspects related to chronicle-reporting and the approximations between literature and journalism are developed through research by Rildo Cosson, Antonio Candido, José Marques de Melo, Marcelo Coelho and Luiz Carlos Simon. Regarding the implantation of the Belo Monte hydroelectric plant, wich led to the expulsion of riverside dwellers from Vale do Xingu, the study by Maíra Borges Fainguelernt supported the work. In the chronicles of Eliane Brum analyzed, there is a criticism about the violence with which the actions to implement the plant were carried out. The author routinely uses resources common to literature - poetic images, metaphors, intertextuality - as well as narrative procedures that highlight the individual and his story, such as descriptions related to his environment. Thus, writing has the function of maintaining the memory of what it was like to live in the Xingu and denounces the destruction that has occurred, seeking to raise awareness of the facts in the aesthetic valuation.
Keywords: Housing. Modernity. Progress. Memory.

Lista de publicações: ANDRADE, Débora Gisele Gulak de. O "eu" autor e outros "eus" nas crônicas de Eliane Brum. Curitiba- XI Seminário de Pesquisa – III Seminário de Dissertações em andamento – Semana de Iniciação Científica de Letras. Centro Universitário Campos de Andrade, UNIANDRADE, Curitiba- PR. Anais. p . 229-240. 18 a 20 de setembro de 2019.

Obs: Esta defesa será realizada exclusivamente através de videoconferência, caso tenha interesse em acompanhar, entre em contato com o orientador com pelo menos 24 horas de antecedência da data de realização.