Você está aqui: Página Inicial > Internacional > Notícias > Relato: Mobilidade Internacional na Alemanha

Notícias

Relato: Mobilidade Internacional na Alemanha

Leia o relato do estudante Kevin Bernert, do câmpus Curitiba, que participou do programa de mobilidade internacional da UTFPR.
publicado: 08/10/2018 17h32 última modificação: 08/10/2018 17h32

Periodicamente, a DIRINTER publica relatos de estudantes que tenham participado dos diversos programas internacionais ofertados pela UTFPR. O de hoje foi escrito pelo aluno Kevin Bernert, estudante de Engenharia Mecânica do câmpus Curitiba, atualmente no 7º período do curso. Kevin participou, durante um ano, do programa de mobilidade estudantil internacional da UTFPR (MEI), e teve a oportunidade de estudar na Universidade de Ciências Aplicadas de Munique (Hochschule München), na Alemanha.
***
Meu nome é Kevin Bernert e faço Engenharia Mecânica na UTFPR de Curitiba, estou no 7º período do curso e voltei recentemente do programa de mobilidade internacional. Morei em Munique, na Alemanha, durante um ano, onde estudei na Universidade de Ciências Aplicadas de Munique (Hochschule München). Viajei para a Alemanha em Agosto de 2017 e voltei em Julho de 2018.

Sobre a universidade

Na universidade estudam mais de 18.000 alunos em três câmpus espalhados pela cidade. As principais áreas contempladas pela instituição são as engenharias, arquitetura, administração de empresas e turismo. Existe uma grande gama de projetos que estudantes internacionais podem participar, e que podem contribuir de forma significativa para o crescimento profissional e o currículo de quem se interessar. Eu participei da equipe de Aerodesign da universidade, onde pude aprender muito e contribuir de uma forma positiva ao projeto. A Hochschule München tem um programa internacional muito forte, eles são bem preparados para receber estudantes de fora, com muitas opções de matérias em inglês e um departamento que oferece um suporte muito grande durante a estadia. Eles recebem uma média de 120 estudantes por semestre, vindos de países como Espanha, Finlândia, Estados Unidos, Itália, Portugal, França, Irlanda, Romênia, Turquia, Peru, Argentina, México, Canadá, Suécia, Jordânia e outros. Fiz questão de citar os países, pois tive a oportunidade de conversar com os estudantes que vem de cada um deles. Foi um aprendizado extraordinário, onde pude conhecer um pouco de cada cultura e fazer muitas amizades, mantendo-as mesmo depois do intercâmbio.

Vida em Munique

A qualidade de vida que um estudante de intercâmbio tem em Munique é realmente surpreendente. A cidade é muito grande, cheia de eventos ao longo de todo o ano. Ao redor existem lagos e montanhas incríveis, além de cidades sensacionais, castelos e museus, enfim, existem atividades para todos os gostos. A própria universidade oferta diversos passeios e eventos aos fins de semana para os alunos internacionais, são oportunidades imperdíveis por serem baratas e darem a chance de conhecer pessoas de todo o mundo.

Munique é uma cidade cara, mas os estudantes tem desconto em muitas coisas lá. Uma saída é conseguir um emprego, pois ganha-se o proporcional ao custo de vida lá, e existem muitas ofertas. Eu trabalhei em uma agência que ficava à uma quadra da universidade, trabalhava 20 horas semanais e o salário era suficiente para me sustentar e ainda sobrava para viagens.

O sistema de transporte e a segurança são absurdamente incríveis. Foi o que me mais surpreendeu na Alemanha, e isso dá uma liberdade aos estudantes que é formidável. Toda a cidade oferece uma estrutura que permite uma qualidade de vida altíssima, mesmo para quem é estrangeiro e fala apenas o inglês. Mas é claro que é sempre bom aprender pelo menos um pouco do alemão.

Resultados

Além do crescimento profissional, é importante ressaltar o quanto nós crescemos pessoalmente com uma experiência dessas. Eu acredito ter voltado uma pessoa melhor em todos os sentidos. Sou mais paciente, independente e com uma mente mais aberta. Voltei com uma capacidade muito grande de tomar decisões e sabendo o que quero para a minha vida. Não tenho como ressaltar o quanto um intercâmbio é benéfico para nós, mas gostaria de finalizar dizendo que foi uma das melhores decisões que já tomei na minha vida, e espero que meu relato incentive e encoraje outros alunos a também tomarem esta decisão.