Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cornélio Procópio > Lançada a pedra fundamental para a construção do Parque Tecnológico

Notícias

Lançada a pedra fundamental para a construção do Parque Tecnológico

publicado: 26/02/2018 19h33 última modificação: 26/02/2018 19h33

LANÇADA A PEDRA FUNDAMENTAL PARA A CONSTRUÇÃO DO PARQUE CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DA UTFPR CÂMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO

O Câmpus Cornélio Procópio da UTFPR completa no próximo dia 17 de abril de 2018, 25 anos de vida, formando profissionais de qualidade para a sociedade com uma educação de qualidade, além de contribuir com o desenvolvimento da região Norte do Paraná.

Desde 1993, quando iniciou suas atividades como uma Unidade de Ensino Descentralizada do então CEFET-PR, ofertava Cursos Técnicos nas áreas de Eletrotécnica, Mecânica e Informática. Ao longo dos 25 anos de sua existência, diversas mudanças aconteceram e, a partir de 1999, a instituição passou a atuar com ênfase no ensino superior tecnológico. Em 2005, houve a transformação em Universidade Tecnológica Federal, a primeira do país, hoje com 13 câmpus no Estado do Paraná.

Atualmente, o Câmpus conta com 2688 alunos matriculados oriundos de diversas partes do país, sendo que aproximadamente 30 % são da região Norte do Paraná. Ocupa uma área de 65,1 mil m2, possuindo uma área construída de aproximadamente 22.5 mil m2, abrangendo ambientes administrativos, de ensino, pesquisa e área esportiva. Em virtude de sua característica diferenciada das outras universidades, por atuar predominantemente na área tecnológica, oferece cursos que visam a inserção de profissionais altamente qualificados no mundo do trabalho em condições de também empreender e inovar para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico do país, formando em média 200 alunos por ano, representando 40% do total de ingressantes em 2017. O Câmpus oferta oito Cursos de Graduação: Engenharias Elétrica, Eletrônica, de Controle e Automação, Mecânica, da Computação e de Software, Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática.

A contribuição da UTFPR para o desenvolvimento regional tem sido muito efetiva. Além de oferecer mão-de-obra altamente qualificada, impulsionar o comércio e o setor de serviços na região, a instituição é protagonista do projeto de implantação do Parque Científico e Tecnológico (PCT), envolvendo diversos atores na região: Sebrae, Universidade Estadual do Norte do Paraná, Conselho de Desenvolvimento Econômico de Cornélio Procópio, Associação Comercial e Empresarial de Cornélio Procópio e Prefeitura Municipal. E agora no último dia 15/02/2018, em comemoração aos 80 anos da cidade de Cornélio Procópio, foi lançado o Edital de Licitação da primeira etapa da obra, no valor de 2 milhões de reais, referentes à 1ª. parcela da emenda parlamentar de 3,9 milhões de reais de autoria do Deputado Federal Nelson Padovani, para a construção do bloco administrativo do Parque.

E, no último dia 23 de fevereiro, em solenidade realizada com a presença do Governador Beto Richa, o Prefeito Amin Hannouche e demais autoridades, foi lançada a Pedra Fundamental para o início das obras de construção do Parque Científico e Tecnológico. Para a conclusão desta primeira etapa, serão necessários mais 3 milhões de reais que deverão ser aportados por meio de emenda complementar do deputado. A UTFPR conta, ainda, com o apoio do Prefeito Amin Hannouche para a execução das obras de terraplanagem e outras urbanísticas que se fizerem necessárias. O prefeito reforçou a parceria com a UTFPR-CP e se comprometeu a disponibilizar o maquinário necessário à realização da terraplanagem, uma vez que todos os projetos foram aprovados pelos órgãos competentes (Sanepar, Copel, IAP, Prefeitura Municipal e Corpo de Bombeiros). É importante ressaltar que esta ação somente foi possível a partir da doação do terreno de 120 mil m2 pela família Gatti, para a construção do Parque Científico e Tecnológico.

Além disso, a UTFPR espera obter do Governo do Estado do Paraná, apoio para a continuidade da implantação do Parque que deverá envolver recursos da ordem de 100 milhões de reais ao longo dos próximos 10 anos. O Governador Beto Richa está implementando uma política de apoio para os Parques Tecnológicos no Estado, através da criação do Sistema Paranaense de Parques Tecnológico (SEPARTEC) que faz parte do Sistema Paranaense de Inovação. Assim, a iniciativa contribuirá efetivamente para o desenvolvimento de toda a região do Norte Pioneiro.

Histórico

O Programa de Empreendedorismo e Inovação (PROEM) da UTFPR vem, desde 2002, apoiando a criação de empresas de base tecnológica por meio da incubação de projetos no Hotel Tecnológico e de empresas startups na Incubadora de Inovações.

A Incubadora de Inovações da Universidade Tecnológica tem como missão abrigar empresas cujos produtos, processos ou serviços são gerados a partir de resultados de pesquisas aplicadas, nos quais a tecnologia representa alto valor agregado. O objetivo geral da IUT é acelerar o processo de criação de micro e pequenas empresas aumentando suas chances de sobrevivência na sociedade, gerando emprego e renda, a fim de ajudar na promoção do Desenvolvimento Regional Sustentável.

Pode-se afirmar que as incubadoras empresariais operam no mesmo sentido das incubadoras existentes em hospitais, e que asseguram as funções vitais de recém-nascidos com problemas específicos. Elas também proporcionam inúmeros benefícios para o nascimento, desenvolvimento e consolidação de novas empresas. A Incubadora da UTFPR – Câmpus Cornélio Procópio atua em duas modalidades: pré-incubação – denominado hotel tecnológico – e incubação de empresa.

O Hotel Tecnológico (HT), inaugurado em 2003, caracteriza-se como uma pré-incubadora e tem como objetivo de apoiar o desenvolvimento de projetos de alunos, egressos, servidores e pesquisadores empreendedores da comunidade acadêmica e externa, apoiando-os em seus primeiros passos, tendo como prioridades: formação empresarial; estimular a postura empreendedora; incentivar a criação de empresas com produtos/serviços inovadores de base tecnológica e aproximar o meio acadêmico do mercado. Neste espaço, os empreendedores desenvolvem as bases de seu empreendimento sem ainda ter a empresa aberta juridicamente. Por um período de até dois anos, estas equipes recebem consultorias nas áreas financeiras, plano de negócios, jurídica e de marketing para estruturarem suas futuras empresas e entrarem mais sólidos no mercado, além de suporte com suprimentos, treinamentos, assessoria psicológica e espaço físico.

A Incubadora, inaugurada em 2008, é um mecanismo de apoio do PROEM que dá continuidade aos trabalhos desenvolvidos na pré-incubação, acolhendo empresas oriundas da comunidade interna e externa, contemplando áreas de atuação dos diversos Câmpus da UTFPR. O grande diferencial da Incubadora é localizar-se dentro de uma entidade promotora e criadora de tecnologia, com infraestrutura própria e sólida, podendo agregar pesquisadores aoseu banco de serviços. A IUT tem atuação setorial de acordo com as singularidades regionais, voltadas a áreas de notório saber da Universidade e de específico desenvolvimento, como: mecânica, software, elétrica, automação, biotecnologia, etc.

O prazo máximo da fase de incubação é de até dois anos, podendo ser prorrogado por mais um, salvo áreas específicas, as quais exigem um tempo de maturação tecnológica maior.

Atualmente, o Programa de Empreendedorismo e Inovação possui 4 projetos incubados e 12 empresas startups atuando na Incubadora de Inovações do Câmpus, gerando em torno de 60 postos de trabalho, com faturamento anual em torno de 1 milhão de reais. Entre os casos de sucesso, podemos citar a Forlogic Software que está em Cornélio Procópio, ofertando cerca de 66 postos de trabalho, a Oktagon Games que desenvolve jogos para entretenimento, com sede no Rio de Janeiro e um estúdio em Londrina e a Solution 4 Web que desenvolve sites e presta consultorias na área de marketing digital na região de Cornélio Procópio.