Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Curitiba > Oficina Pedagógica de Matemática, um projeto que une professores, graduandos e pós-graduandos
conteúdo

Notícias

Oficina Pedagógica de Matemática, um projeto que une professores, graduandos e pós-graduandos

Extensão na Matemática

publicado: 14/05/2020 15h53 última modificação: 14/05/2020 15h53

Registrado no campus Curitiba da UTFPR desde 2015, o projeto de extensão “Oficina Pedagógica de Matemática” (OPM) segue ativo em tempos de distanciamento social. Buscando aliar teoria e prática, o projeto é cenário de pesquisas na área de ensino de Matemática para os pós-graduandos e espaço de formação continuada para professores da rede municipal de Piraquara e estudantes de graduação em licenciatura em Matemática do campus Curitiba.
Sob orientação de Maria Lucia Panossian, professora do Departamento Acadêmico de Matemática (DAMAT), o projeto conta atualmente com 28 participantes. São quatro estudantes da licenciatura em Matemática, três outros professores do ensino superior, 13 professores da rede básica e sete estudantes do Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) e do Programa de Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Destes últimos, quatro estão desenvolvendo suas pesquisas a partir do projeto. Dentre os estudantes da graduação, há uma bolsista de extensão e uma bolsista de iniciação científica.
Esta mescla de estudantes de diferentes níveis de ensino tem gerado frutos positivos no estudo sobre modos de organizar o ensino de Estatística, mesmo após a mudança dos encontros presenciais para encontros virtuais.
A Estatística, assim como outras áreas estudadas pelo projeto, apresenta-se nos currículos como parte dos objetos de ensino de matemática. Portanto, será o docente formado em pedagogia ou em matemática que organizará o ensino dos conceitos desta área.
Essa organização do ensino pode ser feita de diversas formas, mas na OPM se estuda considerando a Atividade Orientadora de Ensino como base teórico-metodológica, a partir da qual os participantes do projeto irão desenvolver coletivamente diversas situações de ensino de Estatística ao longo deste ano.
Esta é a primeira vez que o projeto muda completamente de formato e se torna 100% virtual. Em semestres anteriores, havia cursos online para professores da rede básica, mas os estudos e discussões da equipe executora eram presenciais. Mesmo com as inseguranças, os participantes seguem encarando o desconhecido neste novo espaço de aprendizagem e vêm obtendo resultados positivos nestas interações.
Em dois meses de projeto, já se desenvolveram e debateram duas situações de ensino, além de discussões curriculares e conceituais da Estatística. O contato por Hangouts, videoconferências e redes sociais levou a equipe executora do projeto a pensar novas formas de divulgação e comunicação, como a atualização do site e utilização de pastas compartilhadas.
Enquanto os estudantes universitários dos diversos níveis têm contato com a prática dos professores, os professores podem ter mais contato com as correntes teóricas que subsidiam o projeto. A medida em que trocam as experiências, surgem novos modos de ver a mesma situação, que pode ser reelaborada e discutida diversas vezes.
Deste modo, o projeto segue mantendo os propósitos da extensão de aliar as práticas da universidade e a comunidade externa e segue se reinventando constantemente na busca pelas discussões coletivas tão necessárias a todos os docentes em formação (inicial ou continuada).

Para mais informações, acesse o site do projeto.

*Texto por Maria Lucia Panossian, professora do DAMAT, Natália Mota Oliveira e Renata Aparecida Silva, acadêmicas de Matemática.

Originalmente publicado em:

https://ecampus.ct.utfpr.edu.br/2020/oficina-pedagogica-de-matematica-um-projeto-que-une-professores-graduandos-e-pos-graduandos-em-atividade/