Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Curitiba > Ensino
conteúdo

Notícias

Ensino

Programação intensa e aprovada no primeiro dia do evento de formação docente do campus
publicado: 05/02/2019 11h34 última modificação: 21/03/2019 13h33

O auditório da sede Centro do campus Curitiba estava cheio quando a jornalista Priscila Murr, mestre de cerimônias, fala ao microfone: “Bom dia. A Direção-geral do campus Curitiba da Universidade Tecnológica Federal do Paraná sente-se honrada em receber os participantes da IX Semana de Formação Docente”. Eram 9h15 da manhã.

Na sequência, chamou ao palco o Diretor-geral do campus Curitiba, Marcos Schiefler Filho, os diretores do campus (Ivan Carlos Vicentin – Relações Empresariais e Comunitárias;  Júlio Cesar de Azevedo – Pesquisa e Pós-Graduação; Fábio Martins – Graduação e Educação Profissional; e Carlos Wellington Tenório – Planejamento e Administração) e assessores (Maurini de Souza, Comunicação; Marcelo Kusma – Gestão de Recursos Humanos; Bruno Tokarski – Gestão de Tecnologia da Informação; e Miraldo Matuichuk – de Avaliação Institucional). E passou a palavra a Marcos Schiefler Filho.

Durante uma hora e cinco minutos, Schiefler seguiu uma relação de ações realizadas no campus durante este primeiro ano de gestão (os slides utilizados na apresentação serão publicados aqui nos próximos dias); o relatório abrange inovações, reformas e consertos em praticamente todos os setores e em todas as sedes do campus Curitiba e mereceu um cumprimento elogioso do palestrante convidado da manhã.

Marco Antonio Moreira foi o palestrante; desenvolveu o tema: Ensino Superior no Século XXI: desafios e equívocos.  Doutor em Ensino de Ciências pela Cornell University, nos Estados Unidos, onde também foi professor, é colaborador, desde 1998, na Universidade espanhola de Burgos. Físico voltou sua fala ao dialogismo na Educação, incentivando a cooperação entre professor e aluno para a produção de aprendizado.

Já passava de meio-dia quando o público deixou o auditório para almoçar e voltar na sequência. Que foi intensa.

Às 13h30, Bernardete Gatti, pedagoga com doutorado pela Universidade de Paris VII (Denis Diderot) e pós doutorados no Canadá e nos Estados Unidos, falou sobre  “Formação docente: situação atual e desafios contemporâneos”; a vivacidade e forma objetiva com que conduziu a palestra  conquistou o público, que estendeu, com perguntas, até 15h45 a participação da professora.

Depois de um curto intervalo, “Tendências para a Educação Superior no Brasil e no Mundo” foi o tema desenvolvido por  Marilia de Souza,  mestre e doutora pela Université de Technologie de Compiègne, da França; sua fala, marcada pelo dinamismo e variedade, foi  seguida pela última palestra do dia, de Laila Wildauer, que tratou do “Projeto Curitiba 2035 e a participação da UTFPR”, demonstrando a importância da Universidade se envolver nas discussões sobre os caminhos que a cidade deve tomar. Wildauer,  analista técnico sênior da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, atua nas áreas de cidades inovadoras, planejamento estratégico, prospecção estratégica, planejamento setorial e territorial. Sua fala incentivou os presentes à participação no projeto. Marcos Schiefler Filho, que hoje é o representante da UTFPR no Curitiba 2035, também trouxe informações sobre o andamento do programa.

Como uma das organizadoras do evento, a professora Angela de Almeida Pinto, Diretora Adjunta de Graduação e Educação Profissional, encerrou o evento, agradecendo os presentes pela participação maciça em uma programação tão intensa. Angela avalia o primeiro dia da Semana como positivo: “O retorno dos docentes às atividades acadêmicas de 2019, no campus Curitiba, foi marcado por um dia intenso de palestras e debates voltados às práticas e metodologias dos docentes que atuam no Ensino Superior, o perfil atual desejado de nossos alunos e egressos, as inovações tecnológicas disponíveis aos docentes, além da apresentação do Projeto Curitiba 2035, iniciativa para a construção de diretrizes de longo prazo, que nortearão as políticas de desenvolvimento da cidade nos próximos 20 anos, um convite à participação de pesquisadores da UTFPR a integrar os diversos Comitês que compõem o Projeto. Com o Auditório lotado ao longo do dia, avaliamos o primeiro dia de capacitação como um importante passo na transformação e na compreensão do ser educador e ser pesquisador em nossa Universidade.”

Durante todo o mês de fevereiro, a direção do campus Curitiba programou oficinas e reuniões de formação, que serão alternadas com os encontros de cada departamento acadêmico.