Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Francisco Beltrão > Vem pra UTFPR
conteúdo

Notícias

Vem pra UTFPR

Universidade recebe comunidade em evento misto de mostra de cursos e feira de profissões
publicado: 17/10/2019 10h04 última modificação: 17/10/2019 10h41

A UTFPR de Francisco Beltrão recebeu 1.200 alunos do ensino médio das escolas de Francisco Beltrão, Marmeleiro e Enéas Marques na quarta-feira (dia 16) no evento conhecido como “Vem pra UTFPR”. Em sua terceira edição, o evento também oportunizou a visita da comunidade externa. O principal objetivo é mostrar aos alunos e à comunidade a estrutura física, os projetos e os cursos ofertados pela instituição.

Após a recepção animada com a Bateria Marrecada (formada por universitários), os visitantes seguiram para os Blocos Temáticos dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia de Alimentos, Engenharia Química e Licenciatura em Informática. Cada Bloco foi organizado com salas que mostravam o dia a dia do curso, dos projetos e da profissão. O curso de Agronomia, que deve ser instalado no câmpus em 2020, também esteve presente.

De acordo com Lizandra Czerniaski, presidente da comissão organizadora do evento, “Francisco Beltrão é privilegiado com a presença de uma universidade federal. Os cursos são gratuitos e com conceitos excelentes junto ao Ministério da Educação. Por isso fizemos questão de trazer os alunos de ensino médio da nossa região até a UTFPR, para que eles conheçam a nossa estrutura vislumbrem a possibilidade de um estudo pertinho de casa e gratuito e conversem com nossos acadêmicos”, reitera.

O professor do Colégio Estadual Mário de Andrade, Mércio Araújo, aprova a iniciativa. “É muito importante que nossos estudantes do ensino médio tenham uma prévia do que é o curso para fazer uma escolha acertada e condizente com seu perfil. E ainda mais importante por ser uma instituição pública para que eles valorizem o ensino”, enfatiza.

Blocos Temáticos

A engenharia ambiental destacou em seu bloco temático a topografia, painéis verdes, reaproveitamento de vidro, imagens de satélites, a importância dos solos na engenharia ambiental e na agronomia, a biologia e o desenho técnico. Houve ainda exposição de rochas, a apresentação da estação meteorológica, do centro acadêmico, da empresa junior e teste de laboratórios para água.

A engenharia química demonstrou o processo de produção do álcool e do açúcar, ciência forense, processo de refino de petróleo, tratamento de água, trocador de calor, além de destacar o curso em si com mostra de projetos, conversa com o coordenador e empresa junior e escola piloto.

A engenharia de alimentos apresentou a extração de óleos essenciais, escurecimento enzimático, estufa solar, os mitos da carne, glúten e a linha do tempo do leite.

Já a Licenciatura em Informática trouxe a realidade virtual, fábrica de robôs, inteligência artificial, drones, Programa de Iniciação à Docência, desenvolvimento de jogos, arduíno, redes sociais e outros diferenciais da graduação.

Projeto independentes como o grupo de foguetes e rotaract também participaram.