Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > COPPG aprova primeira fusão stricto sensu da UTFPR
conteúdo

Notícias

COPPG aprova primeira fusão stricto sensu da UTFPR

Multicâmpus

publicado: 18/09/2020 17h34 última modificação: 21/09/2020 15h21
Aluno manuseia equipamento no Câmpus Cornélio Procópio

Aluno manuseia equipamento no Câmpus Cornélio Procópio

O Conselho de Pesquisa e Pós-graduação (COPPG) aprovou por unanimidade o relato sobre a fusão dos programas de pós-graduação stricto sensu de Engenharia Mecânica, dos câmpus Cornélio Procópio e Ponta Grossa, em reunião remota nesta quinta-feira (17).

É o primeiro processo desta modalidade a ser validado na UTFPR e que é inédito no Brasil em Engenharia III. "A maior motivação foi a ampliação do atendimento de demandas de alunos. Um estudante interessado no curso em Cornélio Procópio, que antes não encontrava a área desejada, agora poderá encontrá-la em Ponta Grossa. E vice-versa", explica Giuseppe Pintaude, presidente da comissão que elaborou o estudo da iniciativa. 

Após passar pelo Conselho, o projeto passa por uma etapa de alinhamento com a coordenação da Engenharia III da Capes para então ser encaminhado para instâncias superiores. "Caso seja aprovado ainda 2020, há perspectiva de que a próxima entrada de alunos possa ser feita, já para 2021, no regime multicâmpus", detalha. Ainda, o processo visa permitir a expansão do programa. "Com essa unificação, espera-se a consolidação do programa e a busca pelo aumento de conceito em um período mais curto, podendo planejar a abertura de um doutorado em um futuro próximo", afirma.

Outras decisões do COPPG
Os conselheiros também analisaram o regulamento interno do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos, de Londrina e Francisco Beltrão, com 22 votos favoráveis e uma abstenção. O documento foi readequado para atendimento a Instrução Normativa 3/2019, que estabelece normas para o stricto sensu multicâmpus na UTFPR.

Além disso, foram discutidas as propostas de abertura de cinco cursos de especialização lato sensu. Obtiveram 21 votos favoráveis e duas abstenções: Engenharia de Produção, de Francisco Beltrão; e Ensino de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, de Medianeira. E, por por unanimidade, foram aprovados os relatos sobre os cursos de: Comunicação Organizacional, de Curitiba; Tecnologia Python para Negócios, de Dois Vizinhos; e Engenharia de Estruturas Metálicas, de Pato Branco.

Confira a gravação da reunião na íntegra.