Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Couni autoriza implantação de regime especial de atividades
conteúdo

Notícias

Couni autoriza implantação de regime especial de atividades

Conselho Universitário

publicado: 17/05/2020 10h36 última modificação: 17/05/2020 10h44
Fachada da sede da UTFPR, em Curitiba (Foto: Decom)

Fachada da sede da UTFPR, em Curitiba (Foto: Decom)

Em sua primeira sessão deliberativa por webconferência, o Conselho Universitário da UTFPR (Couni) aprovou neste sábado (16) a autorização para que um regime especial de atividades sejam implementado para os cursos de graduação e pós-graduação - mestrado e doutorado. Agora, a matéria volta aos conselhos de área - Graduação (Cogep) e Pós-Graduação (COPPG) - para que haja a normatização do regime especial.

"O Cogep e o COPPG solicitaram autorização para implementar este regime especial e o Couni deliberou  pela concessão. Não sabemos por quanto tempo o quadro desta pandemia irá perdurar, então, é natural este movimento da nossa Universidade. Foi uma discussão democrática, madura e que traz significativos ganhos para a UTFPR", comenta o presidente do colegiado, reitor Luiz Alberto Pilatti.

O regime especial para a pós-graduação recebeu 27 votos favoráveis e 13 contrários e duas abstenções. Já a autorização para o regime especial para os cursos de graduação recebeu 23 votos favoráveis, 16 contrários e uma abstenção.

Desde 16 de março, as atividades presencias estão suspensas em todos os câmpus da Universidade como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Atualmente, estão vigentes as ordens de serviço Nº 5/2020 e Nº 6/2020 que prorrogam a suspensão dessas atividades até 31 de maio.

Confira algumas perguntas e respostas sobre o regime especial de atividades para os cursos de graduação:

Com autorização, como as atividades do regime especial serão desenvolvidas?

Essa questão será debatida futuramente pelo Cogep. Cabe destacar, inicialmente, que haverá consulta aos docentes e alunos a respeito de disponibilidade, disposição e possibilidades de cada um. Após realizadas essas consultas, cada colegiado de curso irá deliberar quais disciplinas poderão ser ofertadas de forma remota.

O que acontecerá com os alunos e professores impossibilitados de desenvolverem essas atividades?

Não haverá qualquer prejuízo aos estudantes e professores que não puderem realizar as atividades de maneira remota. O intuito é oferecer essa possibilidade àqueles que tiverem condições de desenvolvê-la sem prejuízos ao processo de ensino e aprendizagem.

Há um prazo para o início dessas atividades?

Ainda não há uma previsão. Primeiro, porque a matéria precisa ser deliberada pelo Couni e normatizada pelo Cogep. Para que haja a oferta de uma disciplina de modo remoto, é preciso que o docente se coloque à disposição e, depois, consulte a condição de todos os alunos matriculados. Por último, ainda deve haver a autorização dos Colegiados de Curso para que essas disciplinas sejam realizadas. Para isso, vai ser necessário fazer um planejamento interno para que tudo ocorra com o padrão de excelência historicamente desenvolvido pela UTFPR.