Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Covid-19 > Andifes apresenta principais atividades das universidades federais durante a pandemia
conteúdo

Notícias

Andifes apresenta principais atividades das universidades federais durante a pandemia

Instituições Federais

publicado: 11/05/2020 15h09 última modificação: 11/05/2020 15h33
Foto: Freepik

Foto: Freepik

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) apresentou os dados sobre as atividades realizadas em 46 universidades federais para o combate à Covid-19, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (11).

O presidente da instituição, reitor João Carlos Salles Pires da Silva (UFBA), destacou a atuação para ajudar no combate à Covid-19, inclusive junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Nós não paramos. Temos servidores e alunos atuando na linha de frente. Também estamos com ações remotas administrativas e com vários projetos de pesquisa em andamento”, afirmou. De acordo com a Andifes, as universidades disponibilizaram 489 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 2.228 leitos de atendimento comum, além de terem produzido 992 mil litros de álcool em gel, 912 mil litros de álcool comum, 160 mil protetores faciais, 85 mil máscaras de pano, 6 mil aventais, 2 mil capuzes e 104 equipamentos de proteção individual (EPIs).

A reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Lucia Pellanda, complementou que há mais de 800 pesquisas sendo feitas em todo o país. “São vários projetos, voltados principalmente para: a identificação do genoma viral para fabricação de vacinas; o desenvolvimento nacional de respiradores e peças; a verificação da prevalência do contato do vírus com a população; a elaboração de sistemas informatizados; a criação de testes com custos mais baixos para detecção de casos”, detalha.

Principais iniciativas na UTFPR
A UTFPR realiza 107 projetos para auxiliar no enfrentamento do coronavírus, que já chegaram a beneficiar 43 municípios do Paraná e de Santa Catarina.

Foram produzidos 2.185 litros de álcool 70%, 2.185 litros de materiais sanitizantes, 3.604 máscaras de tecido e 3.699 proteções faciais. As doações foram realizadas para hospitais, orfanatos, cooperativas de coleta seletiva, unidades de saúde, grupos de segurança pública e outros estabelecimentos de serviços essenciais. Também foram distribuídas 862 cestas básicas para estudantes, funcionários terceirizados e pessoas de baixa renda.

Além disso, a Reitoria da Universidade está investido R$1,2 milhão em 25 projetos, selecionados por meio de editais. A ideia é impulsionar o desenvolvimento de ventiladores pulmonares de baixo custo e de soluções para descontaminação e desinfecção; a fabricação em larga escala e a criação de novos de EPIs; e a elaboração de plataformas de monitoramento, divulgação e até de incentivo a ações solidárias. Em Dois Vizinhos, a Universidade firma parcerias para implantar um Laboratório de Biologia Molecular para fazer detectar casos de Covid-19 na região Sudoeste do estado.

Também são arrecadados recursos, em parceria com a Fundação da Universidade (Funtef-PR) e o Instituto Federal do Paraná (IFPR), para demandas da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa-PR). Nesta ação, já foram adquiridas duas peças para reparo de dois respiradores para a Santa Casa de Irati (PR).

Outras ações seguem nos 13 câmpus da UTFPR, com a ajuda de alunos, professores, técnicos-administrativos, pesquisadores e membros da comunidade externa.

Para acompanhar essas iniciativas, siga a página da UTFPR no combate à Covid-19.