Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Covid-19 > Pesquisa desenvolve ventilador não invasivo e que impede contágio à equipe médica
conteúdo

Notícias

Pesquisa desenvolve ventilador não invasivo e que impede contágio à equipe médica

Covid 19

publicado: 24/06/2020 10h37 última modificação: 25/06/2020 11h42
Simulação do balão em funcionamento (Foto: ascom-gp)

Simulação do balão em funcionamento (Foto: ascom-gp)

Pesquisadores do Câmpus Guarapuava depositaram um pedido de patente junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi) sobre um Balão Hemértico de Ventilação não Invasiva. A ideia é que ele possa se usado utilizado em pacientes com Covid-19 que estejam em um estágio anterior a necessidade de entubação, já que ele auxilia o paciente a respirar por gerar uma maior pressão em seu interior.

Além disso, atua protegendo a equipe médica que tem contato constante com pacientes contaminados, pois ele é composto por um capacete que isola e filtra o ar, impedindo a dispersão de gotículas no ar. (veja o vídeo)

As pesquisas são feitas pelos professores Viviane Teleginski Mazur, Maurício Marlon Mazur, Sílvia do Nascimento Rosa e pela técnica de Laboratório, Adriana e Silva da Costa. Além disso, a equipe conta com o apoio da médica Fernanda Borges e da fisioterapeuta intensivista Maria Elisa Borazo, do Hospital São Vicente de Paulo.

Segundo a professora Viviane, o projeto teve início durante a sua participação em um grupo de rede social, o qual pesquisadores procuravam troca de informações sobre manufaturas de capacete de ventilação de baixo custo.

Para os protótipos, a equipe de pesquisadores também contou com a doação de empresas da região para utilizar equipamentos industriais para a fabricação  do produto. Para isso, os pesquisadores estão buscando empresas do ramo médico hospitalar para realizar a transferência de tecnologia e buscar a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na produção e distribuição aos hospitais referência no tratamento da doença.