Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Covid-19 > Pesquisadores farão até 150 análises de material genético do vírus por dia
conteúdo

Notícias

Pesquisadores farão até 150 análises de material genético do vírus por dia

Teste de Covid-19

publicado: 29/09/2020 10h12 última modificação: 29/09/2020 12h06
Exibir carrossel de imagens Pesquisadores tiveram treinamento para utilizar o robo nas análises moleculares

Pesquisadores tiveram treinamento para utilizar o robo nas análises moleculares

Pesquisadores do Câmpus Dois Vizinhos agora poderão fazer análises de até 150 amostras por dia de material genético do novo coronavírus. A capacidade foi ampliada após a compra de um robô pelo Laboratório Multiusuário de Análises Biológicas e Biologia Molecular (BioMol).

A nova aquisição faz parte das atividades da estrutura para diagnóstico da Covid-19 por PCR em tempo real (RT- qPCR), efetivada através de uma parceria com a Prefeitura do município, o Rotary Internacional e outras empresas. Assim, o investimento aproximado do laboratório chega a R$ 700 mil, para obter insumos e equipamentos de proteção individual (EPIs) e para reformar o espaço para atender as exigências do Lacen (Laboratório Central do Estado do Paraná) e da Vigilância Sanitária.

Além do robô Maxwell®, foram comprados outros itens fundamentais para a detecção da doença, como o termociclador para PCR em tempo real; a cabine de segurança biológica, os instrumentos de segurança para o preparo das amostras potencialmente contaminadas; entre outros.

No total, 20 pessoas, entre professores, técnicos e alunos de graduação e mestrado, irão trabalhar nos diagnósticos da Covid-19. A equipe utilizará o padrão-ouro do CDC (Centers for Disease Control and Prevention, EUA) e poderá oferecer resultados confiáveis em um prazo de até 72 horas úteis, após processamento.

O grupo identificará e monitorará indivíduos infectados pelo SARS-CoV-2, entre os profissionais de saúde atuantes no atendimento de pacientes com a doença na região Sudoeste, realizando a verificação e a caracterização de riscos. 

O câmpus não funcionará como um posto de coleta de amostras, mas receberá o material e fará análises para obtenção do resultado, validado pelo Lacen.

Além disso, o laboratório fará análises de outras doenças infectocontagiosas em humanos e animais como dengue, meningites, infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e condições hereditárias. Poderá identificar vírus, bactérias ou mesmo parasitas, de interesse sanitário, ecológico e econômico, incluindo questões agrícolas, veterinárias e com potencial biotecnológico. Também poderá fazer estudos de variabilidade genética de populações naturais ameaçadas ou em extinção; e de expressão de genes, para fins comerciais ou ambientais, e/ou de resposta a parâmetros de produtividade ou toxicidade.

O contato com os responsáveis poderá ser feito pelo e-mail biomol-dv@utfpr.edu.br