Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Covid-19 > Pesquisadores desenvolvem sistema de identificação do uso de máscaras
conteúdo

Notícias

Pesquisadores desenvolvem sistema de identificação do uso de máscaras

Covid-19

Equipamento identifica pessoas que não estejam usando máscaras nos câmpus
publicado: 12/01/2021 17h03 última modificação: 12/01/2021 17h03
Imagem: Freepik

Imagem: Freepik

Seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), as máscaras se tornaram obrigatórias e são consideradas uma das formas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). Para monitorar o uso e a forma correta de uso, pesquisadores do Câmpus Ponta Grossa estão desenvolvendo um sistema que identifica pessoas que não estejam usando as máscaras.

O sistema terá um equipamento ligado a uma câmera e, com base em um treinamento usando um banco de imagens, irá detectar os frequentadores do câmpus que não estão utilizando máscaras faciais. O projeto é coordenado pelo professor Erikson Freitas de Morais e conta com a participação do professor Felipe Mezzadri e dos alunos Gian Carlos Medeiros Hackbarth, Ana Thaynara Geller Kuchinski, Thiago da Silva Teixeira, Mathias Rodrigues da Luz e Gustavo Pereira Trudes.

Segundo os pesquisadores do OrionAerospace Design, o equipamento consiste em uma câmera acoplada a um dispositivo de processamento, equipado com sistema de sinalização visual e sonora, fixados a uma estrutura de suporte construída através de uma impressora 3D.

O equipamento utilizará como base a técnica de Aprendizado Residual Profundo (Deep Residual Learning) pré-treinada no banco de imagens, e realizando o treinamento a partir de um banco de dados público com imagens previamente classificadas de pessoas usando máscara e também de pessoas sem máscara.

Os custos dos materiais e serviços serão por meio dos recursos do edital de apoio financeiro da instituição, através da Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias do Câmpus.

Para o coordenador Erikson Morais, o protótipo validado poderá ser replicado facilmente para todos os câmpus da UTFPR. “O objetivo é contribuir com as condições de segurança para o retorno às atividades presenciais da Universidade”, completa.