Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Pibic e Pibit da UTFPR preveem inclusão de 1.500 estudantes
conteúdo

Notícias

Pibic e Pibit da UTFPR preveem inclusão de 1.500 estudantes

Pesquisa

publicado: 15/05/2020 18h42 última modificação: 15/05/2020 19h03
Estudante em laboratório de pesquisa no Câmpus Cornélio Procópio (Foto: Decom)

Estudante em laboratório de pesquisa no Câmpus Cornélio Procópio (Foto: Decom)

Os programas de iniciação científica e tecnológica da UTFPR têm como previsão para este ano de 2020 o envolvimento de 1.500 estudantes em projetos de pesquisa. Os dados são da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR.

Desse total, 264 deverão receber bolsas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica (Pibic) e Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (Pibic-AF); outras 78, do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti) e há ainda a previsão de 100 bolsas para estudantes do ensino médio participarem do Programa Institucional de Iniciação Científica no Ensino Médio (Pibic-EM).

A UTFPR ainda aguarda o repasse destas bolsas pelas agências de fomento (CNPq e Fundação Araucária), mas utiliza recursos próprios para fornecer 96 bolsas dentro dos programas de Iniciação Científica e Tecnológica.

Os Programas Institucionais de Voluntariado em Iniciação Científica e o de Voluntariado em Iniciação Tecnológica da UTFPR, versões voluntárias do Pibic e Pibiti, irão proporcionar a entrada de 950 estudantes neste primeiro semestre. "Isso demonstra o interesse dos nossos alunos pela pesquisa científica e tecnológica, o que irá contribuir significativamente para a formação desses futuros profissionais. Um estudante que passa por esses programas consegue resolver as mais variadas problemáticas da sua área porque tem uma base sólida de metodologia da pesquisa", comenta o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Christian Luiz da Silva.

O foco principal do Pibic é proporcionar uma formação científica de qualidade aos estudantes de graduação e incentivar a inserção em pesquisas científicas nas mais diversas áreas de conhecimento. Já o Pibiti é voltado para inserção dos estudantes na pesquisa tecnológica e o desenvolvimento da inovação.