Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Servidores > Diários de classe passam a ser digitais
conteúdo

Notícias

Diários de classe passam a ser digitais

Processo eletrônico

publicado: 09/07/2019 10h06 última modificação: 09/07/2019 18h10
Sala de aula no câmpus Francisco Beltrão | Foto: Decom

Sala de aula no câmpus Francisco Beltrão | Foto: Decom

Os Diários de Classe da UTFPR passam a ser lançados somente na plataforma digital, a partir do primeiro semestre deste ano. A expectativa é colaborar com os processos de registro e controle dos cursos de graduação e evitar a impressão de documentos dessa natureza. 

Segundo dados da Diretoria de Gestão Acadêmica (Diregea), a ação deve gerar uma economia para a Instituição. A estimativa é que mais de 32 mil folhas de papel deixem de ser utilizadas por semestre. "A ideia é cooperar para que a Universidade se torne mais sustentável, evitando o uso e acúmulo desnecessário de papel", afirma o pró-reitor de graduação e educação profissional, Luis Mauricio Resende.

Com isso, os professores devem cadastrar a frequência, o conteúdo, as notas e os resultados finais, junto à assinatura eletrônica, diretamente no Sistema Acadêmico. Da mesma forma, o coordenador de curso também poderá firmar o Diário de Classe no meio digital.

Após essas etapas, o processo é encerrado e disponibilizado automaticamente ao Departamento de Registro Acadêmico (Derac). "A partir dessa iniciativa, a UTFPR alcança um novo patamar no processo de digitalização de processos para facilitar o trâmite de documentos e agilizar as atividades burocráticas docentes", explica Resende.

A ação foi realizada pela Diregea e pela Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (Prograd), em parceria com a Diretoria de Gestão de Tecnologia de Informação (Dirgti). De acordo com um dos servidores responsáveis pelo sistema, Eduardo Renan Manika, a funcionalidade é um grande avanço para a UTFPR na agilidade e possibilidade de assinaturas em documentos via sistemas corporativos. A demanda já existia há algum tempo e foi priorizada esse ano, desenvolvida pela equipe do Departamento de Sistemas de Informação, liderada por Manika. "Sabemos o tamanho do impacto desta ferramenta para toda a UTFPR e da agilidade que proporcionará nas atividades diárias dos docentes", disse o servidor.

Nesta terça-feira (9), a Prograd disponibilizou uma apresentação com as orientações para utilização da ferramenta.