Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > UTFPR teve maior número de acessos no Paraná ao Portal de Periódicos da Capes
conteúdo

Notícias

UTFPR teve maior número de acessos no Paraná ao Portal de Periódicos da Capes

Biblioteca

Os dados são referentes a 2020 e foram publicados no sistema Geocapes da Plataforma Sucupira
publicado: 20/09/2021 17h06 última modificação: 20/09/2021 18h01
Maior número de acessos foi a bases de referência (Foto: Freepik)

Maior número de acessos foi a bases de referência (Foto: Freepik)

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) foi a instituição paranaense que mais registrou acessos ao Portal de Periódicos da Capes em 2020. No total, alunos e servidores da Universidade Tecnológica realizaram 2.393.966 acessos à base de dados, sendo 1.945.895 a bases referenciais e 448.071 a textos completos. Os números são do Sistema de Informações Georreferenciadas da Capes (Geocapes).

Apesar de ter sido a primeira em número de acessos no Paraná, a UTFPR registrou um decréscimo em 2020 se comparado ao ano anterior. Em 2019, foram 2.743.755 acessos, sendo 2.146.841 a bases referenciais e 595.914 a textos completos. Essa queda também foi observada nas demais instituições e pode estar relacionada à suspensão das atividades em março de 2020 por conta da pandemia de Covid-19.

Outro ponto que chama a atenção nos números está relacionado à quantidade de acessos a textos completos. Na UTFPR e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), o volume maior de acessos está nas bases referenciais. Já na Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Universidade Estadual de Maringá (UEM) e na Universidade Estadual de Londrina (UEL), foram acessados mais textos completos. “Essa diferença pode ser resultado de um maior número de usuários da UTFPR utilizando a base de dados em pesquisas bibliográficas, para, por exemplo, buscar saber o que foi publicado sobre determinado tema para levantar o estado da arte”, especula Adriano Lopes Assunção, chefe do Departamento de Bibliotecas da Universidade.

Diferente do texto completo, as bases referenciais oferecem apenas algumas informações necessárias para se localizar um material publicado. São disponibilizados, por exemplo, dados de autoria, título, palavras-chave, resumo e nome do periódico em que foi publicado o artigo. Bases de referência também podem encaminhar o usuário ao texto completo.

No Portal de Periódicos da Capes, a UTFPR, assim como as demais instituições de ensino superior participantes, possui acesso somente às bases relacionadas com as áreas do conhecimento dos programas de pós-graduação ofertados na Universidade. Podem acessar a base todos os professores, pesquisadores, alunos e técnicos-administrativos, porém, de acordo com Adriano Assunção, em geral servidores e estudantes ligados aos programas de pós-graduação utilizam com mais frequência o Portal.

Saiba mais sobre o Portal de Periódicos da Capes

O Portal de Periódicos da Capes oferece acesso a textos completos disponíveis em mais de 45 mil publicações periódicas, internacionais e nacionais, e a diversas bases de dados que reúnem desde referências e resumos de trabalhos acadêmicos e científicos até normas técnicas, patentes, teses e dissertações, dentre outros tipos de materiais, cobrindo todas as áreas do conhecimento. Inclui também uma seleção de importantes fontes de informação científica e tecnológica de acesso gratuito na web.

Em 2020, em todo o Brasil, o Portal recebeu mais de 138 milhões de acessos, dos quais 77,5 mi foram a bases referenciais e 60,7 mi a textos completos. Somente no Paraná, o mesmo ano registrou 6.411.718 acessos, sendo 3.490.321 a bases de referência e 2.921.397 a textos completos.

Confira os números totais de acessos em 2020 dos cinco primeiros colocados no Paraná:

Instituição Acessos a base de referência Acessos a texto completo Acessos totais
UTFPR 1.945.895 448.071 2.393.966
UFPR 609.903 1.151.099 1.761.002
UEM 190.110 518.824 708.934
UEL 186.334 234.722 421.056
PUCPR 238.468 141.071 379.539

Fonte: Geocapes/Sucupira 2021

Para acessar o Portal, não há necessidade de estar fisicamente em um dos campi da Universidade e conectado à rede local, já que também é possível pesquisar na base de dados via Comunidade Acadêmica Federada (CAFe), sistema disponibilizado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Para isso, vá até o Portal de Periódicos da Capes, clique no link Acesso Cafe disponível no topo da página inicial, digite a sigla ou o nome da UTFPR e clique em enviar. Em seguida, informe seu login e senha institucionais. Para servidores, as informações de login e senha são as mesmas do e-mail institucional. Já os alunos devem incluir a letra “a” antes da matrícula no login. Para finalizar, após selecionar uma das formas de compartilhamento das informações de utilização e clicar em aceitar, serão abertas as opções de consulta ao Portal.

Outras bases de dados e Bibliotec

Além do Portal de Periódicos da Capes, alunos e servidores da UTFPR também têm acesso a outras bases de dados externas, como a coleção acadêmica de e-books da Ebsco, as normas técnicas da ABNT via Gedweb, o Minha Biblioteca (com mais de 11.000 livros digitais de todas as áreas do conhecimento) e a coleção de e-books da IEEE até 2015. As informações de todas as bases de dados estão disponíveis no Bibliotec, ambiente digital de busca integrada que possibilita pesquisar e acessar em uma única interface todo o acervo digital e o catálogo do acervo físico da Universidade. Para acesso à coleção de e-books da IEEE, deve ser feita pesquisa no Pergamum, que está integrado ao Bibliotec.

A UTFPR disponibiliza no Portal de Informação em Acesso Aberto (PIAA) os trabalhos de conclusão de cursos de graduação, especialização, mestrados e doutorados, além dos artigos publicados em periódicos e trabalhos publicados em eventos da Universidade. Com o Bibliotec também é possível pesquisar na base da dados do PIAA.

As bibliotecas da UTFPR realizam capacitações para acesso às bases de dados disponibilizadas pela Universidade, inclusive ao Portal de Periódicos da Capes. Os interessados devem contatar a biblioteca do campus onde estudam ou trabalham. Durante a pandemia, as capacitações estão ocorrendo de forma virtual.