Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pato Branco > Workshop
conteúdo

Notícias

Workshop

UTFPR socializa resultados de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética no âmbito do projeto COPEL/ANEEL PD-2866-0468/2017
publicado: 03/12/2019 13h49 última modificação: 06/12/2019 11h05

Integrando a programação da Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação – Inventum, na tarde do dia 13 de novembro, aconteceu na Sociedade Rural de Pato Branco, o Workshop do Projeto de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética no âmbito do projeto COPEL/ANEEL PD-2866-0468/2017. Na oportunidade, foram compartilhados os resultados decorrentes da execução do Projeto de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), Eficiência Energética e apresentação dos protótipos decorrentes do projeto desenvolvido na UTFPR – Câmpus Pato Branco.

O evento aberto à comunidade contou com a presença de acadêmicos, mestrandos, pesquisadores, professores, do diretor de relações empresariais e comunitárias, professor Neimar Follmann e do diretor-geral da UTFPR – Câmpus Pato Branco, professor Idemir Citadin. Também estiveram presentes o secretário municipal de ciência, tecnologia e inovação, Géri Natalino Dutra, o gerente do projeto de pesquisa PD-2866-0468/2017 e engenheiro eletricista, da COPEL Distribuidora, Zeno Luiz Iensen Nadal, e representando a equipe de analistas de inovação e de P&D estratégico COPEL o engenheiro Márcio Biehl Hamerschmidt.

Na oportunidade, o professor do departamento acadêmico de Elétrica, Jean Patric da Costa, apresentou os avanços obtidos nos primeiros dois anos de desenvolvimento do projeto P&D. O principal objetivo é criar alternativas para a concessionária gerenciar a minigeração fotovoltaica. A equipe de desenvolvimento dividida em frentes de trabalho que abordam desde o desenvolvimento de protocolos de segurança e algoritmos de gerenciamento, até estudo dos impactos da minigeração na rede elétrica e sugestões para atualização nas normativas vigentes. Até o momento, o projeto teve mais de vinte artigos publicados em conferências nacionais e internacionais. O projeto integra alunos de graduação em engenharia de computação e elétrica com mestrandos do curso de pós-graduação em engenharia elétrica. Destacam-se, ainda, dois periódicos e um registro de patente, já publicados, e 9 artigos de periódicos que estão em elaboração, juntamente com duas patentes que serão submetidos no último ano do projeto. “Os benefícios ultrapassam o ambiente acadêmico e fortalecem a busca pela inovação junto a indústria”, destacou o professor Jean Patric.

As informações inerentes ao projeto de eficiência energética foram apresentadas pelo professor do departamento acadêmico de Mecânica, Jean-Marc Stephane Lafay. No Câmpus, o projeto está realizando a substituição de mais de 8 mil lâmpadas existentes por lâmpadas com tecnologia LED, além da implantação de uma usina de minigeração fotovoltaica com 1236 módulos, com capacidade de geração de 581 MWh/ano. Para atestar a economia e ter mais informações quanto o perfil de consumo de energia elétrica no campus, efetuou-se a instalação de equipamentos de medição de alta tecnologia, permitindo também a criação de um banco de dados para projetos futuros.

Simultaneamente, está sendo implementado no Câmpus Pato Branco um Sistema de Gestão de Energia nos moldes da norma NBR ISO 50.001:2018, que visa garantir eficiência também no uso de outras fontes de energia. Ocorreu também a condução do processo de etiquetagem da eficiência energética do Bloco J1, o qual recebeu a etiqueta parcial A para o sistema de iluminação. A concretização das ações tornou necessária a realização de encontros para treinamento e capacitação dos colaboradores envolvidos.

Dentre as ações de compartilhamento de informações e retorno à comunidade, é possível acompanhar a implantação do projeto na página do Sistema de Gestão de Energia – SGE, também é notória a  realização de ações de sensibilização quanto ao consumo consciente de energia, oficinas para crianças explicando o consumo de energia de lâmpadas de diferentes tecnologias e aspectos que influenciam a geração de energia elétrica por meio de painéis fotovoltaicos.

Na avaliação do professor Jean Patric, “o desenvolvimento energético encontra-se em alta, com grande demanda para pesquisa e mão de obra qualificada, assim o projeto como um todo apresenta grande retorno em produção cientifica e tecnológica, além de uma ótima oportunidade aos alunos de graduação e pós-graduação da universidade”, enfatizou.  

O diretor-geral do Câmpus Pato Branco, professor Idemir, destacou a importância tanto do projeto P&D quanto do Eficiência Energética. “O primeiro integra pesquisa com desenvolvimento de produtos e o segundo gerará economia de aproximadamente 35% no gasto com energia elétrica, além de envolver a comunidade interna (estudantes e servidores) na busca por gestão cada vez mais eficiente de energia. O Projeto de Eficiência energética e a certificação do Câmpus Pato Branco às Normas da ISSO 50001 servirá como exemplo para outros Câmpus da UTFPR, outras universidades e empresas privadas que queiram implantar um Sistema de Gestão de Energia”, considerou.

Em seu pronunciamento, o gerente do projeto de pesquisa, Zeno, parabenizou toda a equipe do projeto e os resultados apresentados, bem como destacou a relevância das proposições. “Essa questão da sugestão de modificações na legislação é extremamente importante, principalmente para a agência reguladora tomar ciência disso e ver que já tem solução pronta, perfeitamente aplicável”, declarou.

Em relação à continuidade das ações adiantou que já está prevista nova Chamada Pública de projetos de P&D para dezembro. Ele afirmou, também, que a partir dos resultados evidenciados e possibilidades de aplicações desencadeou uma série de novas ideias. “Existem vários locais, como por exemplo, a própria sede da COPEL em Curitiba, uma situação onde você tem vários blocos com a necessidade de fazer um projeto exatamente assim, com geração distribuída, com integração com a parte de veículos elétrico, principalmente”, pontuou Zeno.

Carro elétrico

O deslocamento da comitiva de gestores da COPEL, de Curitiba a Pato Branco, foi realizada com um veículo 100% elétrico que também fez parte do estande Inventum, juntamente com outro veículo elétrico que estava desde a abertura da feira na sexta-feira. A integração de veículos elétricos à rede de distribuição, também é tópico de pesquisa no PPGEE. Atualmente, dissertações de mestrado e trabalhos de conclusões de curso estão sendo desenvolvidas nesse tópico. 

Projeto Operação Verão - mobilidade

Além destas ações, durante a Feira Inventum o público também teve a oportunidade de conhecer o projeto “Operação Verão” da Copel, cuja proposta inovou no conceito da mobilidade elétrica e uso sustentável da energia, trazendo para o os visitantes da feira o incentivo à mobilidade sustentável da energia, que possibilita o carregamento de bicicletas e patinetes por meio dos painéis solares instalados em cima do container de visitação.

O processo de empréstimo dos equipamentos se dá através de um aplicativo da Copel, disponível no serviço de distribuição digital de aplicativos (Google Play; App Store), disponibilizando aos usuários a facilidade de empréstimos, e coopera também com a sustentabilidade através do recebimento da conta através da tarifa eletrônica.