Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > Cerceamento da liberdade de cátedra nas universidades

Notícias

Cerceamento da liberdade de cátedra nas universidades

Andifes

publicado: 26/10/2018 18h03 última modificação: 26/10/2018 18h03
Imagem ilustrativa com o nome oficial (Imagem: Decom)

Imagem ilustrativa com o nome oficial (Imagem: Decom)

A ANDIFES [Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior] manifesta repúdio e preocupação com ações de agentes da Justiça Eleitoral que, em nome da fiscalização da propaganda eleitoral indevida, alinhada a partidos e candidatos nas instituições públicas, almejam censurar a liberdade de expressão de estudantes, técnicos e professores das universidades públicas federais. Como todos os cidadãos, os membros da comunidade universitária têm o direito constitucional de promover debates, elaborar análises e de se manifestarem politicamente.

A defesa dos princípios constitucionais, sintetizados no Art. 5 da CF, tem de ser celebrada e apoiada por todo o Poder Judiciário, e jamais pode ensejar medidas coercitivas abusivas e inconstitucionais.

As universidades públicas seguirão exercendo o preceito constitucional da Autonomia Universitária, fundamento da liberdade de cátedra, para fomentar a ciência, a tecnologia, a cultura e a arte necessárias ao desenvolvimento social do país.

Brasília, 26 de outubro de 2018.