Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > Conselho Universitário define diretrizes para a criação de cursos

Notícias

Conselho Universitário define diretrizes para a criação de cursos

Couni

publicado: 11/05/2018 21h10 última modificação: 11/05/2018 21h15
Membros do Conselho Universitário da UTFPR, durante a 46ª Reunião Extraordinária do Couni

Membros do Conselho Universitário da UTFPR, durante a 46ª Reunião Extraordinária do Couni

Os membros do Conselho Universitário da UTFPR (Couni) discutiram e deliberaram sobre três processos previstos em pauta nesta sexta-feira (11), durante a sua 46ª Reunião Extraordinária. Em um deles, foram definidas as políticas e diretrizes para criação de cursos regulares presenciais vinculados à Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (Prograd).

O primeiro processo discutido pela manhã foi o pedido de autorização para que a Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (Funtef-PR) atue como fundação de apoio do Instituto Federal do Paraná (IFPR). O colegiado do Couni decidiu por acompanhar o relato do conselheiro Fábio Kurt Schneider, favorável ao pedido. Com esta autorização, além de contribuir com o desenvolvimento das atividades do IFPR, a Funtef-PR terá a possibilidade de aumentar sua arrecadação, buscando sua sustentabilidade econômica.

No período da tarde, os conselheiros voltaram a se reunir para discutir a proposta de criação de política e definição de diretrizes para a criação de cursos regulares presenciais na UTFPR. Mais uma vez o Couni decidiu por acompanhar o relato, realizado pelo conselheiro Ivan José Coser, que indicou a aprovação da proposta com alterações. As diretrizes têm validade de cinco anos, devendo ser revistas após esse prazo.

Dentre as diretrizes definidas no documento aprovado pelo Couni, a partir da proposta encaminhada pelo Conselho de Graduação e Educação Profissional (Cogep), estão a possibilidade de abertura de novos cursos regulares presenciais apenas nas modalidades bacharelado, licenciatura e curso superior de tecnologia.

O documento também define áreas prioritárias para as propostas de novos cursos, sendo, para o bacharelado, as áreas de Ciência da Computação, Engenharias, Engenharia de Agrimensura, Engenharia Cartográfica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Têxtil, Ciências Agrárias (com exceção de Medicina Veterinária), Arquitetura e Urbanismo, além de Matemática, Física, Química e Biologia, e, para a licenciatura, as áreas de Ciências Exatas e da Terra e Ciências Biológicas. Para os cursos superiores de tecnologia, as áreas prioritárias são Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Alimentícia e Produção Industrial.

O último processo discutido, no período da noite, foi a proposta de revisão do Regulamento da Flexibilização da Jornada de Trabalho dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação da UTFPR. Com oito abstenções, dois votos contrários e 26 a favor, foi aprovado o relato do conselheiro Roberto Candido, que deu parecer pela não aprovação da proposta elaborada pela comissão responsável por revisar o regulamento. Com isso, na próxima reunião do Couni, será discutida uma proposta a ser apresentada pelo relator que modifica o atual regulamento da flexibilização, considerando recomendações feitas pela Controladoria Geral da União (CGU) e demandas da própria UTFPR.

As deliberações realizadas durante a 46ª Reunião Extraordinária do Couni deverão estar disponíveis na página do conselho no Portal da UTFPR até a próxima semana. Também será disponibilizada nesta página a gravação em vídeo de toda a reunião realizada nesta sexta-feira.