Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > Divulgação Científica > Projeto cria portal com materiais adaptados a alunos com deficiência

Notícias

Projeto cria portal com materiais adaptados a alunos com deficiência

Matemática inclusiva

publicado: 01/12/2017 14h10 última modificação: 05/12/2017 17h39
O portal O Ensino e a Inclusão de Pessoas com Deficiência traz materiais voltados para o aprendizado de matemática adaptados para alunos com deficiência

O portal O Ensino e a Inclusão de Pessoas com Deficiência traz materiais voltados para o aprendizado de matemática adaptados para alunos com deficiência

Para contribuir com o processo de inclusão escolar das pessoas com necessidades educacionais especiais, o aluno Rafael Koteski, do Bacharelado em Ciência da Computação do Câmpus Ponta Grossa, desenvolveu o projeto “Criação de um portal para divulgação de materiais de ensino de matemática adaptados para alunos com deficiência”. O trabalho foi apresentado no XXII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR (Sicite 2017) e escolhido o melhor na categoria pôster da área de Educação & Ensino.

Além de Rafael, que foi bolsista CNPq, participaram da criação do portal O Ensino e a Inclusão de Pessoas com Deficiência a professora Sani de Carvalho Rutz da Silva e seu orientando de doutorado Albino Szesz Junior, do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Tecnologia (PPGECT). Sani é bolsista produtividade do CNPQ com o projeto “Ensino de Matemática Inclusiva”, vinculado à pesquisa desenvolvida na iniciação científica por Rafael.

A proposta surgiu com a percepção de um cenário ainda desfavorável à inclusão de pessoas com necessidades educacionais especiais, especialmente em ambientes de ensino. A inclusão escolar, na perspectiva dos autores do trabalho, cria oportunidades de convívio entre as pessoas, sejam elas deficientes ou não, e essa convivência estabelece o ponto inicial da inclusão social. No entanto, ainda persistem muitos desafios. “Dentre eles, destacamos a falta de preparo de professores para trabalhar com alunos com deficiência e a falta de materiais adaptados para que esses alunos compreendam e aprendam os conteúdos escolares, principalmente na área da matemática”, especifica a professora Sani.

Outro aspecto importante é a inclusão digital, entendida como um dos caminhos para a inclusão social. Porém, segundo os autores, a falta de recursos para pessoas com deficiência em páginas web exclui estas pessoas do acesso às informações disponibilizadas na internet.

Pensando-se nestas questões, foi desenvolvido o portal para divulgação de materiais destinados ao ensino de matemática criados pelos participantes do grupo de pesquisa “O Ensino e a Inclusão de Pessoas com Deficiência”. Coordenado pela professora Sani Rutz, o grupo é formado por alunos de iniciação científica, professores, mestrandos e doutorandos do PPGECT do Câmpus Ponta Grossa.

Os materiais desenvolvidos pelos membros do grupo são voltados aos diversos tipos de deficiência. Atualmente, o portal disponibiliza um kit de materiais manipuláveis para o ensino de geometria plana para alunos com surdocegueira e um projeto sobre produtos notáveis, materiais didáticos confeccionados em madeira para o ensino de conceitos da geometria para deficientes visuais.

O portal inclusivo foi construído com a ferramenta de desenvolvimento de sites WordPress, devido à sua facilidade de manuseio e carregamento de conteúdos, o que auxilia na manutenção e na atualização da página por outros alunos. Na página também foram utilizadas algumas tecnologias assistivas para garantir a sua acessibilidade, como, por exemplo, o plugin HandTalk. Destinado a pessoas com deficiência auditiva, HandTalk faz a tradução digital do texto selecionado para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) através do personagem virtual “Hugo”.

Como continuação do trabalho, será desenvolvido um plugin que realizará a leitura dos textos selecionados pelo usuário, facilitando principalmente o acesso de pessoas com deficiência visual à página.