Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > UTFPR inicia as atividades da Escola de Verão do programa

Notícias

UTFPR inicia as atividades da Escola de Verão do programa

Engenheiro 3i

publicado: 05/02/2018 12h49 última modificação: 07/02/2018 09h24
Estudantes selecionados e coordenadores do programa Engenheiro 3i

Estudantes selecionados e coordenadores do programa Engenheiro 3i

Teve início nesta segunda-feira (05), a Escola de Verão para os selecionados do programa Engenheiro 3i. O programa é um convênio entre a UTFPR e a Universidade de Tecnologia de Compiègne (UTC), na França, com o objetivo de oferecer ao engenheiro do futuro a oportunidade de ampliar a sua formação tendo como foco os 3i: indústria, inovação e interculturalidade.

Esta primeira fase da Escola de Verão será realizada até o dia 16 de fevereiro na Sede Centro do Câmpus Curitiba. Na abertura do evento, além dos estudantes brasileiros e franceses participantes do projeto, estavam presentes a vice-reitora da UTFPR, Vanessa Ishikawa Rasoto, o coordenador do programa, Décio Estevão do Nascimento, o pró-reitor de Graduação e Educação profissional, Luis Mauricio Resende, o presidente da Câmara Comércio Brasil-França, Alain Tissier, o diretor-geral do Câmpus Curitiba, Marcos Flávio de Oliveira Schiefler Filho, professores da UTC e demais coordenadores do programa da UTFPR.

Nesta primeira edição, o convênio está restrito aos alunos dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automoção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, e Engenharia Mecatrônica do Câmpus Curitiba. A duração do programa para os estudantes selecionados será de fevereiro de 2018 até julho de 2020, com  capacitações em sala de aula, estágio em indústrias dos dois países e, até mesmo, a dupla diplomação pela UTFPR e a UTC.  Ao todo, foram selecionados 13 participantes das duas instituições.

"Quero ter uma experiência de gestão de projetos em indústrias grandes, ter um 'pé' no Brasil e falar melhor português, pois a experiência intercultural é muito importante para mim”, contou Elise Charlet, estudante de Engenharia de Sistemas Urbanos da UTC. 

“A expectativa é que a experiência seja muito rica tanto profissional como culturalmente.Além disso, sei que um dia vou poder oferecer um serviço para o mercado que seja diferenciado, com um ‘extra’ que será esse programa”, complementou o estudante de Engenharia Mecânica da UTFPR, Guilherme Turezo. 

Outras informações podem ser encontradas na página do Programa