Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > UTFPR sedia Fórum Brasileiro de Avaliação do Ciclo de Vida
conteúdo

Notícias

UTFPR sedia Fórum Brasileiro de Avaliação do Ciclo de Vida

Sustentabilidade

publicado: 27/06/2019 12h10 última modificação: 28/06/2019 10h06
Fórum continua até esta sexta-fera

Fórum continua até esta sexta-fera

A UTFPR sediará até sexta-feira, dia 28, o III Fórum Brasileiro de Avaliação do Ciclo de Vida (BRACV 2019), no auditório do Câmpus Curitiba.  Com o tema sustentabilidade, o evento reúne importantes instituições e pesquisadores que discutirão estratégias que deem suporte ao progresso da Avaliação do Ciclo de Vida no Brasil. Na UTFPR, a ACV é aplicada desde 2000 e em 2018, foi criada a Rede ACV UTFPR.

Além de possibilitar a realização de uma nova etapa de discussões, o evento servirá para acompanhar os avanços obtidos a partir das edições anteriores e discutir estratégias que deem suporte ao progresso da ACV no Brasil, seja como metodologia científica, ferramenta para o setor produtivo ou fonte de informações para políticas públicas

Representando a UTFPR, na abertura do evento, estavam presentes o reitor Luiz Alberto Pilatti, o diretor-geral do Câmpus Curitiba, Marcos Flávio de Oliveira Schiefler Filho, as professoras Cássia Maria Lie Ugaya, que atua no Centro de Avaliação da Sustentabilidade do Ciclo de Vida da UTFPR e coordenadora nacional do projeto, e Tamara van Kaick, do Plano de Logística Sustentável da UTFPR.

No segundo dia do Fórum, haverá uma audiência pública do documento “Rotas Estratégicas de Base de Dados Nacionais de ACV”, dentro do projeto internacional financiado pela Comissão Europeia.

“Aqui estão reunidos instituições e pesquisadores sérios que discutirão o futuro e a sustentabilidade. Precisamos acreditar em nosso País. Este pais tem futuro com pesquisadores e com a educação”, destaca o reitor.

“Nós, representando a UTFPR, ficamos honrados em receber este evento. Buscamos fortemente a marca de universidade sustentável. Em dois anos e meio de projetos com estes objetivos, viramos referência para demais universidades. Inclusive, recentemente, apresentamos nossas ações para demais universidades presentes em Curitiba. Fomos, por exemplo, a primeira universidade do Brasil a abolir dissertações e teses em papel e implantamos um sistema eletrônico que colocou todos os processos internos de forma eletrônica”, conclui o reitor Pilatti.

Evento

O evento surgiu como uma iniciativa capitaneada pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) e pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, com o objetivo de ampliar e aprofundar as discussões sobre as aplicações da técnica de Avaliação do Ciclo de Vida no Brasil.

A primeira edição aconteceu no Rio de Janeiro em 2015, e reuniu cerca de 90 pesquisadores e profissionais da área para discutir e promover estratégias que auxiliem o progresso da ACV no Brasil. Dado o sucesso alcançado em 2015, o Ibict decidiu promover o evento bianualmente. A segunda edição aconteceu em Jaguariúna, em 2017, mantendo sua proposta de ser um lugar para discussões democráticas sobre os desafios e oportunidades para o avanço do Pensamento do Ciclo de Vida (PCV) no Brasil com todos os possíveis atores da metodologia no país.

Outras informações estão disponíveis no site do evento.