Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Divulgação Científica > Projeto de ações com inteligência artificial ganha como melhor dissertação
conteúdo

Notícias

Projeto de ações com inteligência artificial ganha como melhor dissertação

Para aviários

Premiação foi feita pela Sociedade Brasileira de Agroinformática (SBIAgro) durante o XIII SBIAGRO
publicado: 13/12/2021 10h00 última modificação: 13/12/2021 10h38
Foto: Freepik

Foto: Freepik

Os frangos de corte criados em aviários são bastante estudados em pesquisas com técnicas que preveem o bem-estar dos animais, sobretudo, com dispositivos eletrônicos. O planejamento diário para que os animais se desenvolvam em zonas de conforto, o qual prescreve o plano de ação com condições, alimentação, alojamento e saúde, sem desperdícios ou falta de recursos, ainda é feito de forma manual por especialistas. Para aprimorar esse planejamento, pesquisadores do Campus Pato Branco vem estudando essas técnicas.

Recentemente, o pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE), Darlan Felipe Klotz, se dedicou em capturar e reproduzir a percepção do especialista por meio de inteligência artificia nestes planejamentos. “Além de ser mais ágil, essa estratégia tende a gerar planos de ação melhorados, que são capazes de se adaptar ao longo do tempo com base em planos de ação anteriormente bem-sucedidos. Ao replicar essa ideia para um conjunto de aviários, denominados condomínios avícolas, solidifica-se um novo conceito de avicultura inteligente, cooperativa, distribuída e interconectada, Todos os resultados do projeto são avaliados e validados por meio de dados reais de manejo”, explica.

O trabalho “Estimação e ajuste de planos de ação adaptativos para o controle de aviários inteligentes interconectados” (Estimating and tuning adaptive action plans for the control of smart interconnected poultry houses), desenvolvido de 01 de agosto de 2019 a 31 de julho de 2021, ficou com o primeiro lugar no Concurso de Teses e Dissertações do XIII Congresso Brasileiro de Agroinfomática (SBIAGRO 2021).

“Combinando técnicas de aprendizagem profunda e algoritmo genético, mostramos como os planos de ação podem adaptar seu desempenho ao longo do tempo, com base em planos anteriores bem sucedidos. Também implementamos uma infraestrutura de rede para replicar nosso método sobre casas de aves distribuídas, para seu controle inteligente, interconectado e adaptável”, completa o orientador do projeto, professor Marcelo Teixeira.

Com as pesquisas, foi demonstrado que a percepção do especialista por meio de um método inteligente, aumentou a produtividade dos aviários em 5%, o que representa uma economia de 7,5 toneladas de ração em um lote de 34 mil frangos para alcançar a mesma produção.

O projeto parte dos estudos do grupo de pesquisas do programa deste tema e já recebeu fomento do CNPq e Fundação Araucária, além da publicação de três artigos em revistas internacionais.

“No momento, o foco do projeto está na proteção intelectual e posterior transferência de tecnologia. Queremos registrar uma patente e articular a transferência da tecnologia junto às empresas que prestam esse suporte às integradoras avícolas”, completa o orientador Marcelo Teixeira. 

Além do pesquisador Marcelo Teixeira, o projeto conta com a orientação do pesquisador Dalcimar Casanova e participação do professor Richardson Ribeiro.