Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Servidores > Levantamento de necessidades de desenvolvimento é prorrogado para 15/8
conteúdo

Notícias

Levantamento de necessidades de desenvolvimento é prorrogado para 15/8

PDP 2022

Servidores têm maior prazo para contribuir com o Plano de Desenvolvimento de Pessoas
publicado: 06/08/2021 17h35 última modificação: 06/08/2021 17h45
PDP é necessário para viabilizar ações de capacitação em 2022 (Foto: Senivpetro por Freepik)

PDP é necessário para viabilizar ações de capacitação em 2022 (Foto: Senivpetro por Freepik)

Foi prorrogado o prazo do Levantamento de necessidades de desenvolvimento da UTFPR para 15 de agosto. O objetivo da iniciativa é construir o Plano de Desenvolvimento de Pessoas (PDP), que é necessário para justificar a participação em treinamentos, cursos internos ou externos e também para a liberação de licença capacitação e afastamentos para pós-graduação Stricto Sensu e no exterior, entre outras ações.

As chefias devem inserir na planilha as prioridades de desenvolvimento para o próximo ano, após diálogo com as equipes. Para a definição, é preciso considerar as estratégias institucionais, o cargo ou função e o ambiente de atuação dos profissionais envolvidos. As demandas transversais, que são apresentadas por mais de um setor, devem ser identificadas pelos gestores de área para viabilização em 2022. 

O processo é organizado pelas Coordenadorias de Gestão de Recursos Humanos (COGERHs) dos campi e pela Secretaria de Desenvolvimento de Pessoas (Sedep) da Diretoria Gestão de Pessoas.

Mais sobre
A iniciativa faz parte da Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoas, que é uma diretriz nacional para o desenvolvimento dos servidores federais, com base no Decreto 9.991/2019. Isso é realizado por meio do PDP, que reúne as ações de capacitação, de forma anual e obrigatória em todas as instituições federais. Após a conclusão, o documento é submetido à manifestação do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (SIPEC) do Ministério da Economia, até 30 de setembro.