Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ponta Grossa > Desinfecção do ar em veículos de transporte público
conteúdo

Notícias

Desinfecção do ar em veículos de transporte público

Pesquisador da UTFPR-PG integra equipe portuguesa de projeto financiado na União Europeia
publicado: 23/09/2021 14h47 última modificação: 24/09/2021 09h58

O projeto PureAir consiste na construção de um protótipo de dispositivo, para o interior de transportes públicos, que pretende purificar e renovar o ar ambiente para aumentar a qualidade do ar e diminuir a carga viral, seja por Covid-19 ou outro tipo de patógenos que possam provocar doenças. Este projeto, que possui a participação do professor Evandro Broday, do campus Ponta Grossa da UTFPR, é desenvolvido em uma parceria entre a Universidade de Coimbra (UC) e a empresa de transportes Veneporte SA. 

Com aporte financeiro do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020 (Compete 2020), o projeto utiliza radiação ultravioleta gama C (UVC) para promover a eliminação de elementos patogénicos em circulação no ar ambiente. Foram 389 mil euros recebidos para destinação ao desenvolvimento do projeto, que teve seu primeiro protótipo pronto em aproximadamente três meses de trabalho.

Como explica o professor Broday, “o protótipo agora está sendo instalado e será testado na frota de veículos para transporte urbano de passageiros em Lisboa - Portugal, e na região metropolitana. Para já, os resultados de testes em laboratórios foram muito positivos”. O docente da área de Engenharia de Produção na UTFPR ingressou no projeto PureAir em seu estágio de pós-doutoramento na UC, em Portugal, e reafirma a importância de tal dispositivo, pois a integração do equipamento de purificação do ar, funcionando em paralelo ao sistema de ventilação dos veículos, exclui a necessidade da troca total do sistema de ventilação para uma melhor qualidade do ar, beneficiando tanto os passageiros que viajarão de forma mais segura, quanto às empresas que terão um custo menor para proporcionar tal segurança a quem utiliza seus serviços.

Trabalham no projeto PureAir cerca de 18 pessoas, entre engenheiros da Veneporte, profissionais ligados aos Departamentos de Engenharia Mecânica e de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC), além daqueles ligados à Faculdade de Medicina, com ênfase na microbiologia para avaliar parte dos resultados.

Sem previsão para chegada ao Brasil do equipamento em fase final de testes em Portugal, o pesquisador da UTFPR-PG, que realizou seu pós-doutorado na área de qualidade ambiental interior, destaca a necessidade de se pensar sobre a qualidade do ar não apenas em tempos de pandemia, “ A pandemia de COVID-19 trouxe um protagonismo para os estudos em qualidade do ar. Estudar a qualidade do ar é um fator muito relevante, tendo em vista que as pessoas passam cerca de 80% do seu tempo em ambientes fechados. Desta forma, proporcionar um bom ambiente interno aos ocupantes garante um maior conforto e até mesmo ganhos em produtividade “, finaliza Broday. 

 

Informações: https://afia.pt/tag/sistemas/